Archiso offline (Português)

From ArchWiki
Jump to navigation Jump to search
Status de tradução: Esse artigo é uma tradução de Archiso offline. Data da última tradução: 2018-12-29. Você pode ajudar a sincronizar a tradução, se houver alterações na versão em inglês.

Archiso Offline é um complemento ao tradicional pacote archiso. Permitir que os usuários criem uma ISO de instalação offline com base no ISO oficial. Assim como a maioria das distribuições Linux tem como opção padrão, os usuários do Arch podem criar compilações ISO semelhantes com este pacote.

Um recurso adicional do Archiso Offline é que os pacotes AUR podem ser incluídos no processo de criação ISO.

Configuração

Instale archiso-offline-relengAUR. Isso também vai instalar archiso (ou usar archiso-gitAUR, se instalado).

Os passos de configuração depois de instalar este pacote são praticamente idênticos aos do Archiso.
No entanto, por padrão, o Archiso vem com dois "perfis": releng e baseline. O Archiso Offline adiciona um perfil adicional chamado offline_releng.

O perfil offline_releng substitui todas as etapas dependentes da linha em um processo de instalação normal com pacotes hospedados localmente dentro do ISO. Então, ao invés de tentar buscar pacotes online, os pacotes são obtidos diretamente da ISO.

O processo de compilação permite isso criando o packages.x86_64 e executando pacman --noconfirm -w --cachedir ... <pacotes> e colocando os arquivos em uma estrutura tipo HTTP sob /srv/http. Em seguida, apontando o pacman.conf do ISO para essa estrutura.
Os pacotes AUR também são originados, mas armazenados em cache de forma um pouco diferente. Mas os pacotes AUR são originados de packages.aur.
A lista completa de pacotes originados por padrão é base-devel e quaisquer pacotes listados em packages.x86_64 da configuração oficial releng.

Pacotes adicionais podem ser adicionados conforme descrito em Archiso (Português)#Configurar a mídia live

Instalando pacotes

Siga o mesmo procedimento descrito em Archiso (Português)#Instalando pacotes, a única diferença sendo packages.aur, que é um recurso adicional no processo de criação, permitindo a possibilidade de incluir pacotes AUR para o meio offline.

Nota: Se os pacotes do AUR forem encontrados pelo processo de compilação, um usuário de compilação será criado automaticamente com a permissão "%wheel ALL=(ALL) NO" no sudoers. É um problema conhecido e uma solução ruim a longo prazo. Certifique-se de que o arquivo sudoers esteja correto depois de criar sua ISO off-line por enquanto.

Compilando a ISO

Novamente, supondo que você tenha seguido a documentação do Archiso, mais especificamente as etapas em Archiso (Português)#Compilando a ISO, você deve ter uma ISO em:

# ~/archlive/out/

Exemplo de processo de compilação

Exemplo de passos de instalação:

# mkdir -p /tmp/archiso-offline
# cd /tmp/archiso-offline
# wget https://aur.archlinux.org/cgit/aur.git/snapshot/archiso-offline-releng.tar.gz
# tar xvzf archiso-offline-releng
# cd archiso-offline-releng
# makepkg -s
# sudo pacman -U *.xz

O processo de compilação em si:

# mkdir -p /tmp/iso_build_dir
# cp -r /usr/share/archiso/configs/offline_releng/* /tmp/iso_build_dir/
# cd /tmp/iso_build_dir
# echo "python" >> packages.x86_64
# echo "lighttpd2-git" >> packages.aur
# echo "systemctl enable lighttpd2" >> ./airootfs/root/customize_airootfs.sh
# rm -rf work*
# ./build.sh -v
# file out/*.iso

E deveria ser isso. Este exemplo instala o python no ambiente ISO ativo, assim como lighttpd2-gitAUR. Também permite o início automático de lighttpd2 assim que o ISO for inicializado.

Veja também

Documentação e tutoriais

Exemplo de script de compilação

Deficiências conhecidas

Algumas coisas e problemas são conhecidos neste projeto.
O primeiro é que alguns pacotes podem ser hospedados localmente, mas não instalados localmente no ambiente ISO. Até hoje não há uma boa solução para isso, então todos os pacotes declarados em packages.{X86_64, aur} estão ambos instalados - e hospedados no ambiente ISO.

Outro grande problema é o usuário de compilação do AUR. Não há uma maneira clara de resolver isso, mas existem soluções melhores do que a existente hoje. Especialmente o uso de sudoers.