General purpose mouse (Português)

From ArchWiki
Jump to navigation Jump to search
Status de tradução: Esse artigo é uma tradução de General purpose mouse. Data da última tradução: 2019-08-28. Você pode ajudar a sincronizar a tradução, se houver alterações na versão em inglês.

GPM, abreviação de General Purpose Mouse, é um daemon que fornece suporte a mouse para consoles virtuais do Linux.

Instalação

Atenção: xf86-input-synaptics não é mais ativamente mantido. Se possível, use libinput.

Instale o pacote gpm. Para suporte a touchpad em um laptop, você também pode precisar instalar xf86-input-synaptics.

Configuração

O parâmetro -m precede a declaração do mouse a ser usado. O parâmetro -t precede o tipo de mouse. Para obter uma lista de tipos disponíveis para a opção -t, execute gpm com -t help.

# gpm -m /dev/input/mice -t help

O pacote gpm precisa ser iniciado com alguns parâmetros. Estes parâmetros podem ser registrados para criar o arquivo /etc/conf.d/gpm, ou usados ao executar o gpm diretamente. A partir de 2016, o arquivo gpm.service para systemd inclui os parâmetros para um mouse USB.

/usr/lib/systemd/system/gpm.service
ExecStart=/usr/bin/gpm -m /dev/input/mice -t imps2

Obviamente, deve ser editado, preferivelmente em uma forma amigável para o systemd, se houver outro tipo de mouse e o serviço for usado.

  • Para mouses PS/2, os parâmetros:
 -m /dev/psaux -t ps2
  • E trackpoints IBM precisam:
 -m /dev/input/mice -t ps2
Nota: Se o mouse tiver apenas 2 botões, passe -2 para GPM_ARGS e o segundo botão executará a função de colar.

Uma vez encontrada uma configuração adequada, inicie e habilite o gpm.service.

Para mais informações, veja gpm(8).

QEMU ou VirtualBox

O mouse padrão emulado pelo QEMU e pelo VirtualBox tem sérios problemas tanto no gpm quanto no x com posicionamento e clique. A posição torna-se não sincronizada com o hospedeiro, portanto, há áreas que não podem ser passadas sem sair e entrar novamente na janela repetidamente. Clica em registrar em um local diferente do que o cursor estava mostrando.

Tanto o QEMU como o VirtualBox resolvem este problema fornecendo emulação para um tablet USB, o que dá um posicionamento absoluto. (libvirt usa isso automaticamente.)

No entanto, o gpm só sabe usar o mouse emulado no modo de posicionamento relativo, portanto, esses problemas permanecem. A tentativa de usar outros tipos por meio de -t não funciona corretamente.

gpm-vmAUR inclui uma pull request de vários anos atrás para adicionar suporte ao tablet USB para o VirtualBox (que também funciona no QEMU) e modifica o gpm.service arquivo para usá-lo por padrão.

Você pode precisar alterar qual evento é usado. (Dando gpm o -m/dev/input/mice original não irá funcionar.) Por padrão:

/etc/gpm-vm.conf
event="/dev/input/event2"

Você pode determinar o evento a ser usado instalando evtest e executando:

# evtest
...
/dev/input/event2:      QEMU QEMU USB Tablet
...

Se você precisar dar opções adicionais do gpm, você pode definir additional_args em /etc/gpm-vm.conf.

Uma vez encontrada uma configuração adequada, inicie e habilite o gpm.service.

Veja também