Telegram (Português)

From ArchWiki
Jump to navigation Jump to search
Status de tradução: Esse artigo é uma tradução de Telegram. Data da última tradução: 2020-06-21. Você pode ajudar a sincronizar a tradução, se houver alterações na versão em inglês.

Telegram é um serviço de mensagens instantâneas multiplataforma baseado em nuvem com criptografia ponto a ponto opcional. A criação de conta requer um número de telefone.

Os clientes oficiais são de código aberto, mas o código para versões recentes nem sempre é publicado imediatamente. O código do lado do servidor é proprietário.

Instalação

Você pode usar um dos seguintes métodos para usar o Telegram no Arch:

Plugins de cliente de bate-papo

Clientes gráficos

O aplicativo oficial:

Dica: Telegram usa Open Sans como a fonte padrão, o que fornece a dependência opcional ttf-opensans.

Clientes de terceiros:

Clientes de linha de comando

  • telegram-cli-gitAUR fornece interface de linha de comando para conectar e usar o Telegram. Para mais informações sobre o programa, visite sua página no Github.
  • nctelegram-gitAUR é uma interface de linha de comando para o Telegram baseado em Ncurses e precisa de telegram-cli-gitAUR para funcionar. Para mais informações sobre o programa, visite sua página no Github.
  • python-telegram-sendAUR não é um cliente completo, mas é uma ferramenta de linha de comando para enviar diretamente mensagens ou arquivos via Telegram.
  • telega.el -cliente Telegram do GNU Emacs.

Clientes web

Dicas e truques

Diálogos GTK no Telegram Desktop

Se você deseja usar diálogos de arquivos do GTK em vez dos do Qt, defina a variável de ambiente QT_QPA_PLATFORMTHEME com gtk3.

Suporte a Wayland

Veja Wayland#Qt 5 para instruções. Além disso, Wayland não suporta posicionamento absoluto, portanto, as notificações estão posicionadas incorretamente. A única correção é ativar as notificações nativas nas configurações.

Recursos do Telegram sobre o Arch Linux

  • Arch Linux - Grupo não oficial para discutir tudo sobre o Arch Linux.
  • ArchWikiBot - Bot inline para pesquisar por páginas do ArchWiki.
  • Planet Arch Linux & News - Canal com atualizações recentes do Planet Arch e Latest News em um só lugar.
  • Arch Linux: Recent package updates - Canal com atualizações recentes de pacotes em repositórios do Arch Linux.
  • Arch Linux News - Canal com notícias do site do Arch (não atualizado desde 2018).
  • Planet Arch - Canal com publicações do site do Planet Arch (não atualizado desde 2018).

Contador de mensagens não lidas para o Telegram Desktop

Por padrão, somente o ícone na bandeja do sistema mostrará o número de mensagens não lidas. Se você quiser ter o ícone do aplicativo real para exibir também o contador de mensagens não lidas, poderá usar a integração do selo Unity, que também pode ser gerenciada pelo KDE e pelo GNOME. Para ativar a integração do Unity, você terá que instalar o libunityAUR e iniciar o Telegram Desktop com a variável de ambiente XDG_CURRENT_DESKTOP configurada para Unity, por exemplo, copie o arquivo .desktop para ~/.local/share/applications/ e altere a linha Exec para iniciar o Telegram Desktop com o conjunto de variáveis de ambiente.

Telegram e Plasma

No KDE Plasma, a sessão da área de trabalho é restaurada no login por padrão. Isso faz com que o Telegram seja iniciado automaticamente no login, se não tiver sido fechado no logout.

Para alterar esse comportamento, você pode desativar o início automático do Telegram em Configurações do sistema > Espaço de trabalho > Inicialização e desligamento > Iniciar automaticamente.

Além disso, você pode desativar a restauração da sessão alterando a opção em Configurações do sistema > Espaço de trabalho > Inicialização e desligamento > Sessão do Desktop > Na inicialização. Você pode excluir o Telegram ou selecionar a opção "Iniciar com uma sessão vazia". Isso deve impedir o Telegram de iniciar automaticamente.

Problema com fontes

Se você tiver problema com fontes, ttf-opensans pode corrigir.