Wayland (Português)

From ArchWiki
Jump to navigation Jump to search
Status de tradução: Esse artigo é uma tradução de Wayland. Data da última tradução: 2019-11-25. Você pode ajudar a sincronizar a tradução, se houver alterações na versão em inglês.

Wayland é um protocolo para um gerenciador de janelas de composição falar com seus clientes, como também sua própria biblioteca. É suportada por alguns ambientes desktop como GNOME and KDE. Existe também uma implementação referência de compositor chamada Weston. XWayland provê uma camada de compatibilidade para rodar programas Xorg em Wayland.

Requerimentos

A maioria do compositores Wayland somente funcionam em sistemas que usam Kernel mode setting. Wayland por si só não provê um ambiente gráfico; para isto você também precisa de um compositor como Weston ou Sway, ou um ambiente desktop que inclui um, como GNOME ou KDE.

Para o driver GPU e o compositor Wayland serem compatíveis eles devem suportar a mesma buffer API. Existem duas principais APIs: GBM e EGLStreams.

Buffer API Suporte de driver GPU Suporte de compositores Wayland
GBM Todos exceto NVIDIA Todos
EGLStreams NVIDIA GNOME, KDE

Compositores

Nome Tipo Descrição
GNOME Stacking Veja GNOME#Iniciando.
sway Tiling Sway é um compositor e gerenciador de janelas compatível com o i3 para Wayland. GitHub.
Enlightenment Stacking e tiling Mais informações sobre.
KDE Plasma Stacking Veja KDE#Iniciando o Plasma.
Orbment Tiling orbment (antiga loliwm) é um projeto abandonado de tiling WM para Wayland.
Velox Tiling Velox é um gerenciador de janelas simples baseado no swc. É inspirado por dwm e xmonad.
Orbital Stacking Orbital é um compositor Wayland e shell(mais semelhante a uma WM do que DE) usando Qt5 e Weston. O objetivo do projeto é construir um simples mas flexível e bonito desktop Wayland.
Liri Shell Stacking Liri Shell É um shell para Liri, construído com QtQuick e QtCompositor como um compositor para Wayland.
Maynard (Incerto) Maynard é um cliente shell desktop para Weston feito em GTK. Foi baseado no weston-gtk-shell, um projeto de Tiago Vignatti. Não está em desenvolvimento. [1][2]
Motorcar (Incerto) Motorcar é um compositor Wayland para exploração de janelas 3D usando realidade virtual.
Way Cooler Tiling Way Cooler é um customizável (arquivos de configuração em Lua) compositor Wayland, escrito em Rust. Inspirado pelo i3 e awesome.
Maze Compositor Flutuante 3D Maze Compositor é um compositor Wayland 3D feito em Qt.
Cage Kiosk Cage é um compositor Wayland que mostra somente um programa em tela cheia.
Greenfield Stacking Greenfield é um compositor Wayland que roda no navegador e pode mostrar aplicações remotamente.
Grefsen Flutuante Grefsen é um compositor Qt/Wayland que oferece um desktop mínimo.
Waymonad Tiling Waymonad é um compositor Wayland inspirado e baseado nas ideias do xmonad.
wayfire Stacking Wayfire é um compositor de propósito geral.
Weston Floating Weston é uma implementação referência de compositor Wayland.

Alguns destes acima podem ser suportados por gerenciadores de janela. Cheque /usr/share/wayland-sessions/compositor.desktop para saber como eles são iniciados.

Gerenciadores de login

Abaixo estão listados gerenciadores de login que suportam rodar compositores Wayland. A coluna Tipo indica se o gerenciador de login suporta ou não ser executado em Wayland.

Nome Tipo Descrição
GDM Roda em Wayland Gerenciador de login do GNOME.
LightDM Roda em X11 Gerenciador de login TUI escrito em C
Ly Roda no console TUI display manager written in C
SDDM Roda em X11 Gerenciador de login feito em QML.

Bibliotecas GUI

Veja detalhes no site oficial.

GTK 3

O pacote gtk3 tem o backend Wayland já habilitado. GTK irá ser executado por padrão em Wayland, mas é possível sobrescrever isto para Xwayland ao modificar a variável de ambiente: GDK_BACKEND=x11.

Qt 5

Para habilitar o suporte para Wayland no Qt 5, instale o pacote qt5-wayland.

Para rodar um programa Qt 5 com o plugin Wayland [3], use variáveis de ambiente -platform wayland ou QT_QPA_PLATFORM=wayland-egl. Para forçar o uso do X11 numa sessão Wayland, use QT_QPA_PLATFORM=xcb.

Clutter

O toolkit Clutter suporta o backend Wayland e isto possibilita que ele rode como um cliente Wayland. O backend já é habilitado por padrão no pacote clutter.

Para rodar um programa Clutter em Wayland, defina: CLUTTER_BACKEND=wayland.

SDL2

Para rodar um programa SDL2 no Wayland, defina SDL_VIDEODRIVER=wayland.

Nota: Muitos jogos proprietários vem com versões antigas do SDL, que não suportam Wayland e podem deixar de funcionar se você definir SDL_VIDEODRIVER=wayland. Para forçar o programa a rodar com Xwayland, defina SDL_VIDEODRIVER=x11.

GLFW

Para usar GLFW com o backend Wayland, instale o pacote glfw-wayland (ao invés do glfw-x11).

GLEW

Para usar GLEW com o backend Wayland, instale o pacote glew-wayland (ao invés do glew).

EFL

EFL tem suporte completo ao Wayland. Para rodar um programa EFL no Wayland, veja a página do projeto.

Solução de problemas

GDM e drivers proprietários da NVIDIA

Se você estiver usando o driver proprietário da NVIDIA, o GDM explicitamente desabilita o suporte a Wayland. O motivo para esta decisão é que os aplicativos GLX atualmente não funcionam bem quando o driver proprietário da NVIDIA é usado com uma sessão de Wayland.

Para habilitar forçadamente o Wayland, desabilite a regra de udev responsável por desabilitar o Wayland no GDM:

# ln -s /dev/null /etc/udev/rules.d/61-gdm.rules

Gama

Enquanto Redshift não suporta Wayland (sem um patch) é possível aplicar a temperatura desejada no tty antes de iniciar o compositor. Por exemplo:

redshift -m drm -PO 3000

Apesar disso alguns compositores possuem essa funcionalidade enquanto rodam:

Falha de afirmação LLVM

Se você receber uma falha de afirmação LLVM (LLVM assertion failure), você precisa recompilar mesa sem Gallium LLVM até que este problema seja consertado.

Isto pode implicar na desativação de alguns drivers que precisam do LLVM. Você pode também tentar exportar o seguinte, se tiver problemas com drivers de hardware:

$ export EGL_DRIVER=/usr/lib/egl/egl_gallium.so

Tela lenta, glitches gráficos, e crashes

Usuários do gnome-shell podem sofrer problemas na tela quando eles mudam para Wayland do X. Uma das causas desse problema pode ser o CLUTTER_PAINT=disable-clipped-redraws:disable-culling definido para o gnome-shell baseado no Xorg. Tente remover isto do /etc/environment ou outros arquivos rc para ver se tudo volta ao normal.

Cannot open display: :0 com programas feitos em Electron

Tenha certeza que você não definiu GDK_BACKEND=wayland. Definir isso globalmente irá quebrar programas Electron.

Gravar tela

green-recorderAUR, obs-gnome-screencastAUR e obs-xdg-portal-gitAUR suportam gravar a tela no Wayland usando uma funcionalidade do GNOME.

wf-recorder-gitAUR é um gravador de tela para compositores baseados no wlroots.

wlrobs-hgAUR é um plugin do obs-studio que lhe permite capturar a tela em compositores baseados no wlroots.

Exibição remota

  • (20190503) wlroots (usado por Sway) oferece um backend RDP desde a versão 0.6[4].
  • (20180401) mutter tem agora desktop remoto habilitado no tempo de compilação, veja [5] e gnome-remote-desktop para detalhes.
  • Existe um merge do FreeRDP no Weston em 2013, habilitado com uma flag de compilação. O pacote weston vem com isso habilitado desde a versão 6.0.0.
  • waypipe-gitAUR é um proxy transparente para programas Wayland, com um comando que roda via SSH.

Captação de entradas nos jogos, desktop remoto e janelas VM

Diferente do Xorg, Wayland não permite captação exclusiva de entrada, também conhecido como captação ativa ou explicita (exemplo teclado, mouse), ao invés disso, depende do compositor Wayland para direcionar os atalhos do teclado e confinar o ponteiro para a janela do programa.

Esta mudança na captação de entrada quebra o atual comportamento dos programas:

  • Combinação de teclas e modificadores irão ser pegos pelo compositor e não serão enviados para o desktop remoto e janelas de máquina virtual.
  • O mouse não irá ser restrito a janela da aplicação, isto pode causar um efeito de paralaxe onde a localização do ponteiro dentro da janela da máquina virtual ou desktop remoto é mal interpretado do host.

Isto é resolvido adicionando extensões para o protocolo Wayland e XWayland. O suporte para estas extensões precisam ser adicionados para compositores Wayland. Os clientes nativos do Wayland, toolkits widget (exemplo GTK, QT) ou as próprias aplicações, se nenhum toolkit está sendo usado, também precisam suportar estas extensões. Programas Xorg não precisam de mudança devido a existência do XWayland.

Estas extensões já estão incluídas no wayland-protocols, e suportadas por xorg-server-xwayland 1.20.

Extensões relacionadas são:

Compositores Wayland que suportam:

Toolkits widget que suportam:

  • GTK desde a versão 3.22.18.

Protocolo inibidor de entrada wlroots

Inibidor de entrada é um protocolo Wayland feito pelos desenvolvedores do Sway e wlroots que conflita com Compositor shortcuts inhibit.
Sway e wlroots não suportam os protocolos Compositor shortcuts inhibit e XWayland keyboard grabbing, aparentemente eles são contra adicionar suporte ao último [6] [7].
Não é conhecido nenhum toolkit widget ou programa que suporta este protocolo.

Veja também