Arch compared to other distributions (Português)

From ArchWiki
Revision as of 03:06, 1 October 2005 by Amb (Talk | contribs)

Jump to: navigation, search

Template:I18n links start Template:I18n entry Template:I18n entry Template:I18n entry Template:I18n entry Template:I18n entry Template:I18n links end

Esta página sumariza algumas das similaridades e diferenças entre Arch e outras distribuições. Esta questão surge repetidamente e seria interessante ter uma resposta padrão. Por favor note: a melhor forma de comparar Arch com outras distribuições é intalá-la e experimentar por sí mesmo. Arch tem uma maravilhosa comunidade que está sempre disposta a ajudar novos usuários. Os sumários abaixo têm a intenção apenas de lhe dar informação o suficiente para decidir se Arch é realmente para você.

Arch x Gentoo

Uma vez que Arch distribui binários, ela consome muito menos do seu tempo que Gentoo. Gentoo tem mais pacotes. Arch permite distribuição tanto baseada em binários como em código fonte. PKGBUILDs são mais fáceis de criar do que ebuilds. Gentoo é imediatamente mais portátil já que os pacotes serão compilados especificamente para sua arquitetura, enquanto que Arch é feita para i686 apenas (embora projetos subsidiários de usuários para i586 e x64 estejam a caminho). Não há prova documentada de que Gentoo seja mais rápida que Arch.

Arch x Slackware

Tanto Slackware quanto Arch são distribuições 'simples'. Ambas usam init scripts de estilo BSD. Arch fornece um sistema de gerenciamento de pacotes muito mais robusto com o pacman, que ao contrário das ferramentas padrão do Slackware, permite atualizações automáticas do sistema de forma simples. Slackware é vista como mais conservativa no seu ciclo de versões, preferindo pacotes comprovadamente estáveis. Arch é muito mais arrojado a este respeito. Arch é apenas para i686 enquanto Slackware pode rodar eme sistemas i486. Arch é um sistema muito bom para usuários Slackware que querem gerenciamento de pacotes mais robusto ou pacotes mais atualizados.

Arch x Debian

Arch é mais simples que o Debian. Arch tem menos pacotes. Arch provê melhor suporte para construir seus próprios pacotes do que o Debian. Arch é mais tolerante quando se trata de pacotes 'não livres' como definido pelo GNU. Arch é otimizado para i686 e portanto mais rápido do que o Debian. Pacotes Arch são mais atualizados que os do Debian (o repositório current [atual] do Arch frequentemente é mais atualizado que o unstable [instável] do Debian!)

Arch x Ubuntu

Arch tem um alicerce mais simples que o Ubuntu. Se você gosta de compilar seus próprios kernels, experimente projetos disponíveis apenas em CVS, ou monte um programa a partir dos fontes de vez em quando, Arch é melhor apropriado para isso. Se você quer ir rodando logo e não mexer com as entranhas do sistema, Ubuntu é mais adequado. Em geral desenvolvedores e 'fuçadores' gostarão mais de Arch que do Ubuntu.

Arch x Crux

O Arch Linux é descendente do Crux. Judd uma vez sumarizou as diferenças:

"Eu usei Crux antes de iniciar o Arch. Arch começou como o Crux, basicamente. Então eu escreví pacman e makepkg para substituir meus pseudo scripts de empacotamento em bash (eu construí Arch como um sistema LFS inicialmente). Agora as duas distribuições são completamente separadas, mas tecnicamente, são quase a mesma. Nós temos suporte a dependências (oficialmente) por exemplo, embora Crux tenha uma comunidade que provenha outras funcionalidades. O prt-get do CLC possui lógica de dependência rudimentar. Crux chega a ignorar muitos dos problemas que nós temos, uma vez que é um conjunto de pacotes muito minimalístico, basicamente o que Per usa e nada mais."

Arch vs Graphical Distros

The graphical distros have a lot of similarities, and Arch is very different from any of them. Arch is text based and command-line oriented. Arch is a better distro if you want to truly learn Linux. Graphical-based distros tend to ship with GUI installers (like Fedora's Anaconda) and GUI system configuration tools (like Suse's Yast). Specific differences between distros are described below.

Arch vs RPM based Distros

RPM packages are available from many, many places, however third-party packages often have dependency issues, such as requiring an old version of a library. There is also confusion between RPM packages for Red Hat vs. RPM packages for Mandrake. (These are issues I had as a Linux newbie with Mandrake 8.2, and may not reflect the current situation.) pacman is much more powerful and reliable than RPM.

Arch vs Fedora

Fedora is a spin-off from the RedHat distribution and has continually been one of the most popular distributions to date. Therefore, there is a massive community and lots of pre-built packages and support available. Like all RPM-based distributions, package management is a problem. Fedora supplied Yum as a front-end to manage the acquistion of RPMs and dependency resolution. The system lacks solid yum intergration and large parts of Fedora still use the outdated and broken up2date/anaconda/rpm system. Fedora does innovate and recently earned kudos for integration of SELinux and GCJ compiled packages to remove the need for Sun's JRE. Fedora famously doesn't attempt to support the mp3 media format due to perceived patent issues.

Arch vs Mandrake

Mandrake, though famed for its installer is a very handholding distro which can get annoying after some time. Another problem is that it is a RPM based distro as discussed above. Arch allows much more freedom and less hand-holding. You actually learn.

Arch vs SuSE

Suse is centered around its well regarded Yast configuration tool. This is a one-stop shop for most users' configuration needs. Arch doesn't offer such a facility as it goes against the TheArchWay. Suse, therefore, is seen as more appropriate to less experienced users, or those who want a simpler life with expected functionality working out of the box. Suse doesn't offer mp3 support immediately, post-install. However, it can be easily added through Yast at a later date.