Difference between revisions of "Arch Terminology (Português)"

From ArchWiki
Jump to: navigation, search
(/etc/rc.d)
(update link(s) (avoid redirect))
(11 intermediate revisions by 4 users not shown)
Line 3: Line 3:
 
[[en:Arch Terminology]]
 
[[en:Arch Terminology]]
 
[[es:Arch Terminology]]
 
[[es:Arch Terminology]]
 +
[[ja:Arch Terminology]]
 +
[[ru:Arch Terminology]]
 
[[zh-CN:Arch Terminology]]
 
[[zh-CN:Arch Terminology]]
 
A intenção desta página é desmistificar os termos comumente usados pela comunidade do Arch Linux. Sinta-se à vontade para adicionar ou modificar quaisquer termos, mas por favor use a opção de editar da opção específica. Se você decidir adicionar algum termo, por favor adicione-o em ordem alfabética.
 
A intenção desta página é desmistificar os termos comumente usados pela comunidade do Arch Linux. Sinta-se à vontade para adicionar ou modificar quaisquer termos, mas por favor use a opção de editar da opção específica. Se você decidir adicionar algum termo, por favor adicione-o em ordem alfabética.
Line 26: Line 28:
  
 
ABS não é necessário para se usar o Arch Linux, mas é muito útil.
 
ABS não é necessário para se usar o Arch Linux, mas é muito útil.
 +
 +
==ARM==
 +
 +
{{Note|1=Arch Rollback Machine fechou em 2013-08-18 [https://bbs.archlinux.org/viewtopic.php?pid=1313360#p1313360]}}
 +
 +
O [[Downgrading_Packages#Arch_Rollback_Machine|Arch Rollback Machine]] é um espelho que não remove versões antigas dos pacotes e é, portanto, muito útil se você precisa fazer downgrade do seu sistema.
  
 
==AUR==
 
==AUR==
Line 43: Line 51:
  
 
Os Trusted users seguem as [[AUR Trusted User Guidelines (Português)]] e [https://aur.archlinux.org/trusted-user/TUbylaws.html TU by-laws]
 
Os Trusted users seguem as [[AUR Trusted User Guidelines (Português)]] e [https://aur.archlinux.org/trusted-user/TUbylaws.html TU by-laws]
 
==TUR, Trusted User Repository (obsoleto)==
 
Antes do AUR e do [community], os TUs tinham seus próprios repositórios com aplicativos que não estavam disponíveis nos oficiais. Qualquer um pode criar um repositório, mas TURs tinham a intenção de ser de maior qualidade porque os TUs eram votados pelos seus esforços e conhecimento.
 
  
 
==bbs==
 
==bbs==
Line 63: Line 68:
 
Veja [[Custom local repository]].
 
Veja [[Custom local repository]].
  
==desenvolvedor==
+
==Desenvolvedor==
 
Em inglês "developer", são semi-deuses trabalhando para melhorar o Arch por nenhum ganho financeiro. [https://www.archlinux.org/developers/ Desenvolvedores] são deixados para trás somente por seus deuses, Judd Vinet e Aaron Griffin, os quais por sua vez são deixados para trás por tacos.
 
Em inglês "developer", são semi-deuses trabalhando para melhorar o Arch por nenhum ganho financeiro. [https://www.archlinux.org/developers/ Desenvolvedores] são deixados para trás somente por seus deuses, Judd Vinet e Aaron Griffin, os quais por sua vez são deixados para trás por tacos.
 
==devfs==
 
O  ''devfs'', acrônimo para sistema de arquivos de dispositivo, lida, dinamicamente, com o gerenciamento de criação, exclusão e permissão de nós de dispositivosno diretório {{ic|/dev}}. Era o gerenciador de dispositivos padrão do kernel no Arch Linux até o lançamento do 0.7. Agora, DevFS está obsoleto e está em processo de ser removido do kernel do Linux. O DevFS foi substituído pelo [[udev]].
 
 
Repare que os CDs de instalação do Arch até a versão 0.7.1 usavam o esquema de nomenclatura do devfs quando da criação de entradas no {{ic|/etc/fstab}}.
 
 
{{translateme}}
 
 
==/etc/network-profiles==
 
Neste arquivo, você pode criar várias configurações de rede.
 
 
Isso é muito útil para usuários de laptop que mudam de redes com frequência. Por exemplo, alternar entre a rede de casa e do escritório.
 
 
Adicionalmente, ele pode ser usado com {{pkg|wpa_supplicant}}, o qual pode gerenciar todas as suas redes sem fio.
 
 
Para cada configuração, você precisa fazer um arquivo de configuração. A forma mais fácil de fazer isso é copiado do modelo.
 
Assim que você tiver concluído isso, você precisa habilitá-los no {{ic|/etc/[[rc.conf]]}}.
 
 
Depois de aplicar as alterações, você deveria reiniciar sua rede ao executar o seguinte comando como root:
 
  /etc/rc.d/network restart
 
 
==/etc/rc.conf==
 
O {{ic|/etc/rc.conf}} era o arquivo de configuração de sistema principal do Arch Linux. Ele permite que você defina sua rede e seus daemons para executar na inicialização. Descrição detalhada das opções  de configurações é dado aqui: [[Rc.conf]]
 
 
==/etc/rc.d==
 
O {{ic|/etc/rc.d}} é um diretório que contém os scripts para lidar com "start" e "stop" de serviços. Em todo boot, os serviços que estão presentes no vetor DAEMONS= em {{ic|/etc/rc.conf}} são iniciados ao executar os scripts correspondentes em {{ic|/etc/rc.d}}.
 
 
Também é possível controlar os serviços a partir da linha de comando (como root), por exemplo:
 
 
/etc/rc.d/cupsd start
 
 
iria iniciar o daemon do [[CUPS]]. Argumentos típicos para os scripts são {{ic|start}}, {{ic|stop}} e {{ic|restart}}.
 
 
==/etc/rc.local==
 
This script is run at the end of every boot. It is intended for miscellaneous commands that you might want to execute before the login prompt. It is not recommended to add any services or settings in {{ic|/etc/rc.local}} that could be started or set from {{ic|/etc/[[rc.conf]]}} instead.
 
  
 
==extra/[extra]==
 
==extra/[extra]==
Arch's official package set is fairly streamlined, but we supplement this with a larger, more complete "extra" repository that contains a lot of the stuff that never made it into our core package set. This repository is constantly growing with the help of packages submitted from our strong community.
+
Coleção oficial de pacotes do Arch é razoalmente simples, mas suplementamos isso com um maior e mais completo do repositório "extra" que contém muitas das coisas que nunca entrou na coleção de pacotes centrais. Este repositório está constantemente aumentando com a ajuda de pacotes enviados da comunidade forte. É aqui onde os ambientes de trabalho, gerenciadores de janela e programas comuns são encontrados.
This is where desktop environments, window managers and common programs are found.
+
  
 
==hwd==
 
==hwd==
Hwd; hardware detect for Arch Linux, is for both devfs and [[udev]] device systems and also for kernels 2.4.x and 2.6.x. Instead of running an auto configure script which may be expected, Hwd ({{ic|/usr/bin/hwd}}) does not change existing configurations. It detects hardware and modules, and provides information on how to make changes manually. This allows the user to have control over his or her system; the basic philosophy of Arch Linux.
+
{{AUR|hwd}} é uma ferramenta de detecção de hardware e gerador de {{ic|xorg.conf}} para o Arch Linux. Em vez de executar um script de configuração automática que poderia ser esperado, hwd não altera a configuração existente. Ele detecta hardwares e módulos e fornece informação sobre como fazer alterações manualmente. Isso permite que o usuário tenha controle sobre seu próprio sistema, que é a filosofia básica do Arch Linux
 
+
{{AUR|hwd}} is available in the [[Arch User Repository|AUR]].
+
  
 
==hwdetect==
 
==hwdetect==
[[hwdetect]] is a hardware detection script primarily used to load or list modules for use in {{ic|/etc/[[rc.conf]]}} or {{ic|/etc/[[mkinitcpio.conf]]}}. The script makes use of information exported by the sysfs subsystem employed by the Linux kernel.
+
[[hwdetect]] é uma script de detecção de hardware primariamente usado para carregar ou listar módulos para ser usado no {{ic|/etc/[[rc.conf]]}} ou {{ic|/etc/[[mkinitcpio.conf]]}}. O script faz uso da informação exportada pelo subsistema de sysfs empregado pelo kernel do Linux.
  
 
==initramfs==
 
==initramfs==
See [[mkinitcpio]].
+
Veja [[mkinitcpio]].
  
 
==initrd==
 
==initrd==
The special file {{ic|/dev/initrd}} is a read-only block device. Device {{ic|/dev/initrd}} is a RAM disk that is initialized (e.g. loaded) by the boot loader before the kernel is started. The kernel then can use the block device {{ic|/dev/initrd}}'s contents for a two phased system boot-up.
+
O arquivo especial {{ic|/dev/initrd}} é um dispositivo de bloco somente leitura. O dispositivo {{ic|/dev/initrd}} é um disco RAM que é inicializado (ex.: carregado) pelo carregador (bootloader) antes do kernel ser iniciado. O kernle, então, usa o conteúdo do dispositivo de bloco {{ic|/dev/initrd}} para a segunda fase da inicialização do sistema.
  
In the first boot-up phase, the kernel starts up and mounts an initial root file-system from the contents of {{ic|/dev/initrd}} (e.g. RAM disk initialized by the boot loader). In the second phase, additional drivers or other modules are loaded from the initial root device's contents. After loading the additional modules, a new root file system (i.e. the normal root file system) is mounted from a different device.
+
Na primeira fase da inicialização, o kernel inicializa e monta uma sistema de arquivos raiz inicial do conteúdo do {{ic|/dev/initrd}} (ex.: disco RAM inicializado peloe carregador (bootloader). Na segunda fase, drivers adicionais e outros módulos são carregados do conteúdo inicial raiz do dispositivo. Após carregar os módulos adicionais, um novo sistema de arquivos raiz (i.e. o sistema de arquivo raiz normal) é montado de um dispositivo diferente.
  
 
==makepkg==
 
==makepkg==
[[makepkg]]  will build packages for you. makepkg will read the metadata required from a [[PKGBUILD]] file.
+
[[makepkg]]  vai construir pacotes para você. O makepkg vai ler metadados necessários de um arquivo [[PKGBUILD]].
All it needs is a build-capable Linux platform, {{pkg|wget}}, and some build scripts. The advantage to a script-based build is that you only really do the work once. Once you have the build script for a package, you just need to run makepkg and it will do the rest: download and validate source files, check dependencies, configure the build time settings, build the package, install the package into a temporary root, make customizations, generate meta-info, and package the whole thing up for [[pacman]] to use.
+
Tudo que ele precisa é uma plataforma Linux capaz de compilação, {{pkg|wget}} e alguns scripts de compilação. A vantagem a de compilar baseado em script é que você realmente faz o trabalho uma vez. Assim que você tiver o script de compilação para um pacote, tudo o que você precisará é executar makepkg e ele vai fazer o resto: baixa e balida os arquivos fontes, verifica as dependências, configura as configurações de tempo de compilação, compilação do pacote, instala o pacote em uma raiz temporária, faz personalizações, cria informações-meta e empacota toda a coisa para o [[pacman]] usar.
  
 
==namcap==
 
==namcap==
[[namcap]] is a package analysis utility that looks for problems with Arch Linux packages or their [[PKGBUILD]] files. It can apply rules to the file list, the files themselves, or individual PKGBUILD files.
+
[[namcap]] é um utilitário de análise de pacotes que procura por problemas com pacotes do Arch Linux ou em seus arquivos [[PKGBUILD]]. Ele pode aplicar regras à lista de arquivos, no próprios arquivos ou em arquivos PKGBUILD individuais.
  
Rules return lists of messages. Each message can be one of three types: error, warning, or information (think of them as notes or comments). Errors  (designated by 'E:') are things that namcap is very sure are wrong and need to be fixed. Warnings (designated by 'W:') are things that namcap thinks should be changed but if you know what you are doing then you can leave them. Information (designated 'I:') are only shown when you use the info argument. Information messages give information that might be helpful but is not anything that needs changing.
+
As regras retornam listas de mensagens. Cada mensagem pode ser uma dos três tipos: erro, aviso ou informação (pense nelas como notas ou comentários). Erros (referidos por "E:" são coisas que o namcap tem muita certeza de que estão erradas e precisam ser corrigidas. Avisos (referidos por "W:") são coisas que o namcap pensa que deveriam ser alteradas, mas se você sabe o que você está fazendo, então você pode ignorá-las. Informações (referidas por "I:") são apenas mostradas quando você usar o argumento de informação. Mensagens informacionais dão informações que podem ser úteis, mas é nada que tenha que ser alterado.
 +
 
 +
{{translateme}}
  
 
==package==
 
==package==
A package is an archive containing
+
Um package("pacote") é um conjunto de arquivos que contém:
* all of the (compiled) files of an application
+
* Todos os arquivos (compilados) de um aplicativo
* metadata about the application, such as application name, version, dependencies, ...
+
* Metadados sobre o aplicativo como nome, versão, dependências...
* installation files and directives for [[pacman]]
+
* Arquivos de instalação e diretrizes para o [[pacman]]
* (optionally) extra files to make your life easier, such as a start/stop script
+
* (Opcionalmente) arquivos extras para facilitar sua vida, como um script de start/stop
Arch's package manager pacman can install, update and remove programs cleanly those packages. Using packages instead of compiling and installing programs yourself has various benefits:
+
O [[pacman]], gerenciador de pacotes do arch, pode instalar, atualizar e remover  esses pacotes. Usar um gerenciador de pacotes em vez de compilar e instalar programas manualmente tem vários benefícios:
* easily updatable: pacman will update existing packages as soon as updates are available
+
* Fácil atualização: pacman irá atualizar os pacotes existentes, logo que as atualizações estejam disponíveis
* dependency checks: pacman handles dependencies for you, you only need to specify the program and pacman installs it together with every other program it needs
+
* Checagem de dependências: pacman lida com dependências para você, você só precisa especificar o programa e pacman instala-o junto com todos os outros programas necessários
* clean removal: pacman has a list of every file in a package. This way, no files are left behind when you decide to remove a package.
+
* Remoção limpa: pacman tem uma lista de todos os arquivos em um pacote. Desta forma, nenhum arquivo será deixado para trás quando você decidir remover um pacote.
 +
 
 +
{{Note|Distribuições GNU/Linux podem usar diferentes pacotes com seus respectivos gerenciadores, significa dizer que você não pode usar o pacman para instalar um pacote Debian no Arch.}}
 +
 
 +
==Package maintainer==
 +
The role of the package maintainer is to update packages as new versions become available upstream and to field support questions relating to bugs in said packages. The term may be applied to any of the following:
 +
 
 +
A core Arch Linux developer who maintains a software package in one of the official repositories (core, extra, or testing).
 +
 
 +
A [[AUR Trusted User Guidelines|Trusted User]] of the community who maintains software packages in the unsupported/unofficial community repository.
 +
 
 +
A normal user who maintains a [[PKGBUILD]] and local source files in the [[AUR]].
  
{{Note|Different GNU/Linux distributions use different packages and package managers, meaning that you cannot use pacman to install a Debian package on Arch.}}
+
The maintainer of a package is the person currently responsible for the package. Previous maintainers should be listed as contributors in the PKGBUILD along with others who have contributed to the package.
  
 
==pacman==
 
==pacman==
Line 148: Line 128:
 
Pacman can keep a system up to date by synchronizing package lists with the master server, making it a breeze for the security-conscious system administrator to maintain. This server/client model also allows you to download/install packages with a simple command, complete with all required dependencies (similar to Debian's apt-get).  
 
Pacman can keep a system up to date by synchronizing package lists with the master server, making it a breeze for the security-conscious system administrator to maintain. This server/client model also allows you to download/install packages with a simple command, complete with all required dependencies (similar to Debian's apt-get).  
  
NB: Pacman was written by Judd Vinet, the creator of Arch Linux. It is used as a package management tool by other distributions as well, such as FrugalWare, Rubix, UfficioZero (in Italian, based on Ubuntu), and, of course, Arch Linux derivatives such as Archie and AEGIS.
+
NB: Pacman was written by Judd Vinet, the creator of Arch Linux. It is used as a package management tool by other distributions as well, such as FrugalWare, Rubix, UfficioZero (in Italian, based on Ubuntu), and, of course, [[Arch based distributions (active)|Arch based distributions]] such as Archie and AEGIS.
  
 
==pacman.conf==
 
==pacman.conf==
 
This is the configuration file of [[pacman]]. It is located in {{ic|/etc}}. For a full explanation of its powers, type this at the command line:
 
This is the configuration file of [[pacman]]. It is located in {{ic|/etc}}. For a full explanation of its powers, type this at the command line:
 
  man pacman.conf
 
  man pacman.conf
 
==release/[release]==
 
The [release] repository follows the semi-regular snapshot releases and does not update until the next snapshot/ISO has been released. For example, the [release] repository will point to all packages on the 0.5 ISO until we release 0.6; then it will point to 0.6 packages until 0.7 is released. This is useful if you only want to update your system when a new release is available.
 
  
 
==repository/repo==
 
==repository/repo==
Line 182: Line 159:
  
 
==taurball==
 
==taurball==
The tarballed [[PKGBUILD]] and local source files that are required by makepkg to create an installable binary package. The name is derived from the practice of uploading such tarballs to the [[Arch User Repository|AUR]], whence "tAURball".
+
The tarballed [[PKGBUILD]] and local source files that are required by makepkg to create an installable binary package. The name is derived from the practice of uploading such tarballs to the [[Arch User Repository|AUR]], hence "tAURball".
  
 
==testing/[testing]==
 
==testing/[testing]==
Line 195: Line 172:
  
 
==[[Wikipedia:Wiki|wiki]]==
 
==[[Wikipedia:Wiki|wiki]]==
[[Main Page|This!]] A place to find documentation about Arch Linux. Anyone can add and modify the documentation.
+
[[Main page|This!]] A place to find documentation about Arch Linux. Anyone can add and modify the documentation.

Revision as of 12:31, 16 March 2014

A intenção desta página é desmistificar os termos comumente usados pela comunidade do Arch Linux. Sinta-se à vontade para adicionar ou modificar quaisquer termos, mas por favor use a opção de editar da opção específica. Se você decidir adicionar algum termo, por favor adicione-o em ordem alfabética.

Note: Alguns itens estão fora da ordem alfabética enquanto falta terminar a tradução, mas serão reorganizados posteriormente

Arch Linux

Arch deve ser referenciado como:

  • Arch Linux
  • Arch (Linux implícito)
  • archlinux (nome UNIX)

Archlinux, ArchLinux, archLinux, aRcHlInUx, etc. são todos estranhas mutações.

Oficialmente, o 'Arch' de "Arch Linux" é pronunciado /ˈɑrtʃ/ como em "archer"/arqueiro, ou "arch-nemesis" ("arqui-inimigo") e não como em "ark" ou "archangel" ("arcanjo").

ABS

O Arch Build System, ou ABS, ("Sistema de Compilação do Arch") é útil para:

  • Fazer novos pacotes de software para os quais nenhum pacote está disponível
  • Personalizar/modificar pacotes existentes para ajustar suas necessidades (habilitando ou desabilitando opções)
  • Reconstruir seu sistema completo usando as flags do seu compilador, "a la Gentoo"
  • Fazer com que módulos do kernel funcionem no seu kernel personalizado

ABS não é necessário para se usar o Arch Linux, mas é muito útil.

ARM

Note: Arch Rollback Machine fechou em 2013-08-18 [1]

O Arch Rollback Machine é um espelho que não remove versões antigas dos pacotes e é, portanto, muito útil se você precisa fazer downgrade do seu sistema.

AUR

O Arch User Repository (AUR) é um repositório dirigido por uma comunidade de usuários do Arch. O AUR foi inicialmente concebido para organizar o compartilhamento de PKGBUILDs por toda comunidade e para expedir a inclusão de pacotes populares contribuídos por usuários para os repositórios do [core] e [extra] via repositório [community] do AUR.

O AUR é o local de nascimento de novos pacotes do Arch. Os usuários contribuem com seus pacotes para o AUR. A comunidade do AUR vota em seus pacotes favoritos e eventualmente, assim que um pacote receber pacotes suficientes, um Trusted User do AUR pode levar esse pacote para o repositório [community], o qual está acessível via pacman e ABS.

Você pode acessar o repositório da comunidade de usuários do Arch Linux aqui.

PKGBUILD

Os PKGBUILDs são pequenos scripts que constroem pacotes para o Arch Linux. Veja Creating Packages para maiores detalhes.

TU, Trusted User

Um trusted user ("usuário confiável"), é alguém que mantém o AUR e o repositório [community]. Trusted Users podem mover um pacote para o repositório [community], se ele foi votado como particular. TUs são apontados pela votação da maioria dos TUs existentes.

Os Trusted users seguem as AUR Trusted User Guidelines (Português) e TU by-laws

bbs

bbs é o acrônimo para "bulletin board system", mas no caso do Arch, é somente o fórum para suporte localizado aqui.

community/[community]

O repositório [community] é onde pacotes pré-compilados são disponibilizado pelos Trusted Users. A maioria dos pacotes no [community] vem do AUR.

Para acessar o repositório [community], descomente-o no /etc/pacman.conf.

core/[core]

O repositório [core] contém os pacotes básicos para um sistema do Arch Linux. O [core] tem tudo necessário para ter um sistema de linha de comando funcionando.

repositório do usuário/personalizado

Em inglês "custom/user repository", qualquer usuário pode criar um e disponibilizá-lo para outros usuários. Para criar um repositório, você precisa de um conjunto de pacotes e um arquivo de banco de dados compatível com o pacman para seus pacotes. Hospede seus arquivos online e todo mundo poderá usar seu repositório adicionando-o como um repositório comum.

Veja Custom local repository.

Desenvolvedor

Em inglês "developer", são semi-deuses trabalhando para melhorar o Arch por nenhum ganho financeiro. Desenvolvedores são deixados para trás somente por seus deuses, Judd Vinet e Aaron Griffin, os quais por sua vez são deixados para trás por tacos.

extra/[extra]

Coleção oficial de pacotes do Arch é razoalmente simples, mas suplementamos isso com um maior e mais completo do repositório "extra" que contém muitas das coisas que nunca entrou na coleção de pacotes centrais. Este repositório está constantemente aumentando com a ajuda de pacotes enviados da comunidade forte. É aqui onde os ambientes de trabalho, gerenciadores de janela e programas comuns são encontrados.

hwd

hwdAUR é uma ferramenta de detecção de hardware e gerador de xorg.conf para o Arch Linux. Em vez de executar um script de configuração automática que poderia ser esperado, hwd não altera a configuração existente. Ele detecta hardwares e módulos e fornece informação sobre como fazer alterações manualmente. Isso permite que o usuário tenha controle sobre seu próprio sistema, que é a filosofia básica do Arch Linux

hwdetect

hwdetect é uma script de detecção de hardware primariamente usado para carregar ou listar módulos para ser usado no /etc/rc.conf ou /etc/mkinitcpio.conf. O script faz uso da informação exportada pelo subsistema de sysfs empregado pelo kernel do Linux.

initramfs

Veja mkinitcpio.

initrd

O arquivo especial /dev/initrd é um dispositivo de bloco somente leitura. O dispositivo /dev/initrd é um disco RAM que é inicializado (ex.: carregado) pelo carregador (bootloader) antes do kernel ser iniciado. O kernle, então, usa o conteúdo do dispositivo de bloco /dev/initrd para a segunda fase da inicialização do sistema.

Na primeira fase da inicialização, o kernel inicializa e monta uma sistema de arquivos raiz inicial do conteúdo do /dev/initrd (ex.: disco RAM inicializado peloe carregador (bootloader). Na segunda fase, drivers adicionais e outros módulos são carregados do conteúdo inicial raiz do dispositivo. Após carregar os módulos adicionais, um novo sistema de arquivos raiz (i.e. o sistema de arquivo raiz normal) é montado de um dispositivo diferente.

makepkg

makepkg vai construir pacotes para você. O makepkg vai ler metadados necessários de um arquivo PKGBUILD. Tudo que ele precisa é uma plataforma Linux capaz de compilação, wget e alguns scripts de compilação. A vantagem a de compilar baseado em script é que você realmente faz o trabalho uma vez. Assim que você tiver o script de compilação para um pacote, tudo o que você precisará é executar makepkg e ele vai fazer o resto: baixa e balida os arquivos fontes, verifica as dependências, configura as configurações de tempo de compilação, compilação do pacote, instala o pacote em uma raiz temporária, faz personalizações, cria informações-meta e empacota toda a coisa para o pacman usar.

namcap

namcap é um utilitário de análise de pacotes que procura por problemas com pacotes do Arch Linux ou em seus arquivos PKGBUILD. Ele pode aplicar regras à lista de arquivos, no próprios arquivos ou em arquivos PKGBUILD individuais.

As regras retornam listas de mensagens. Cada mensagem pode ser uma dos três tipos: erro, aviso ou informação (pense nelas como notas ou comentários). Erros (referidos por "E:" são coisas que o namcap tem muita certeza de que estão erradas e precisam ser corrigidas. Avisos (referidos por "W:") são coisas que o namcap pensa que deveriam ser alteradas, mas se você sabe o que você está fazendo, então você pode ignorá-las. Informações (referidas por "I:") são apenas mostradas quando você usar o argumento de informação. Mensagens informacionais dão informações que podem ser úteis, mas é nada que tenha que ser alterado.

Tango-preferences-desktop-locale.pngThis article or section needs to be translated.Tango-preferences-desktop-locale.png

Notes: please use the first argument of the template to provide more detailed indications. (Discuss in Talk:Arch Terminology (Português)#)

package

Um package("pacote") é um conjunto de arquivos que contém:

  • Todos os arquivos (compilados) de um aplicativo
  • Metadados sobre o aplicativo como nome, versão, dependências...
  • Arquivos de instalação e diretrizes para o pacman
  • (Opcionalmente) arquivos extras para facilitar sua vida, como um script de start/stop

O pacman, gerenciador de pacotes do arch, pode instalar, atualizar e remover esses pacotes. Usar um gerenciador de pacotes em vez de compilar e instalar programas manualmente tem vários benefícios:

  • Fácil atualização: pacman irá atualizar os pacotes existentes, logo que as atualizações estejam disponíveis
  • Checagem de dependências: pacman lida com dependências para você, você só precisa especificar o programa e pacman instala-o junto com todos os outros programas necessários
  • Remoção limpa: pacman tem uma lista de todos os arquivos em um pacote. Desta forma, nenhum arquivo será deixado para trás quando você decidir remover um pacote.
Note: Distribuições GNU/Linux podem usar diferentes pacotes com seus respectivos gerenciadores, significa dizer que você não pode usar o pacman para instalar um pacote Debian no Arch.

Package maintainer

The role of the package maintainer is to update packages as new versions become available upstream and to field support questions relating to bugs in said packages. The term may be applied to any of the following:

A core Arch Linux developer who maintains a software package in one of the official repositories (core, extra, or testing).

A Trusted User of the community who maintains software packages in the unsupported/unofficial community repository.

A normal user who maintains a PKGBUILD and local source files in the AUR.

The maintainer of a package is the person currently responsible for the package. Previous maintainers should be listed as contributors in the PKGBUILD along with others who have contributed to the package.

pacman

The pacman package manager is one of the great highlights of Arch Linux. It combines a simple binary package format with an easy-to-use build system (see ABS). Pacman makes it possible to easily manage and customize packages, whether they be from the official Arch repositories or the user's own creations. The repository system allows users to build and maintain their own custom package repositories, which encourages community growth and contribution (see AUR).

Pacman can keep a system up to date by synchronizing package lists with the master server, making it a breeze for the security-conscious system administrator to maintain. This server/client model also allows you to download/install packages with a simple command, complete with all required dependencies (similar to Debian's apt-get).

NB: Pacman was written by Judd Vinet, the creator of Arch Linux. It is used as a package management tool by other distributions as well, such as FrugalWare, Rubix, UfficioZero (in Italian, based on Ubuntu), and, of course, Arch based distributions such as Archie and AEGIS.

pacman.conf

This is the configuration file of pacman. It is located in /etc. For a full explanation of its powers, type this at the command line:

man pacman.conf

repository/repo

The repository has the pre-compiled packages of one or (usually) more PKGBUILDs. Official repositories are

  • [core]: containing the latest version of packages required for a full CLI system
  • [extra]: containing the latest version of packages not needed for a working system but are needed for an enjoyable system ;)
  • [community]: containing packages that came from AUR and got enough user votes

Pacman uses these repositories to search for packages and install them. A repository can be local (i.e. on your own computer) or remote (i.e. the packages are downloaded before they are installed).

RTFM

"Read The Fucking (or Fine) Manual". This simple message is replied to a lot of new Linux/Arch users who ask about the functionality of a program when it is clearly defined in the program's manual.

It is often used when a user fails to make any attempt to find a solution to the problem themselves. If someone tells you this, they are not trying to offend you; they are just frustrated with your lack of effort.

The best thing to do if you are told to do this is to read the manual page.

  • To read the program manual page for a particular program, type this at the command line:
man PROGRAM-NAME

where PROGRAM-NAME is the name of the program you need more information about.

If you do not find the answer to your question in the program manual, there are more ways to find the answer. You can:

taurball

The tarballed PKGBUILD and local source files that are required by makepkg to create an installable binary package. The name is derived from the practice of uploading such tarballs to the AUR, hence "tAURball".

testing/[testing]

This is the repository where major packages/updates to packages are kept prior to release into the main repositories, so they can be bug tested and upgrade issues can be found. It is disabled by default but can be enabled in /etc/pacman.conf

udev

udev provides a dynamic device directory containing only the files for actually present devices. It creates or removes device node files in the /dev directory, or it renames network interfaces.

Usually udev runs as udevd(8) and receives uevents directly from the kernel if a device is added/removed to/from the system.

If udev receives a device event, it matches its configured rules against the available device attributes provided in sysfs to identify the device. Rules that match may provide additional device information or specify a device node name and multiple symlink names and instruct udev to run additional programs as part of the device event handling.

wiki

This! A place to find documentation about Arch Linux. Anyone can add and modify the documentation.