Difference between revisions of "GNOME (Português)"

From ArchWiki
Jump to: navigation, search
(rm temporary i18n template)
(Rede: Fix link to pt page)
 
(56 intermediate revisions by 8 users not shown)
Line 1: Line 1:
 +
[[Category:GNOME (Português)]]
 
[[cs:GNOME]]
 
[[cs:GNOME]]
 
[[de:GNOME]]
 
[[de:GNOME]]
Line 5: Line 6:
 
[[fr:GNOME]]
 
[[fr:GNOME]]
 
[[it:GNOME]]
 
[[it:GNOME]]
[[nl:GNOME]]
+
[[ja:GNOME]]
 
[[pl:GNOME]]
 
[[pl:GNOME]]
 
[[ru:GNOME]]
 
[[ru:GNOME]]
 
[[sr:GNOME]]
 
[[sr:GNOME]]
 
[[th:GNOME]]
 
[[th:GNOME]]
[[tr:Gnome_Masaüstü_Ortamı]]
+
[[zh-hans:GNOME]]
[[uk:GNOME]]
+
[[zh-hant:GNOME]]
[[zh-CN:GNOME]]
+
{{Related articles start (Português)}}
[[zh-TW:GNOME]]
+
{{Related|GTK+}}
[[Category:Português]]
+
{{Related2|GDM (Português)|GDM}}
{{Article summary start}}
+
{{Related|GNOME/Tips and tricks}}
{{Article summary text|GNOME 3 provê um ambiente moderno, reescreveu do zero, usando o GTK3+ toolkit.}}
+
{{Related|GNOME/Troubleshooting}}
{{Article summary heading|Overview}}
+
{{Related|GNOME/Files}}
{{Article summary text|{{Graphical user interface overview}}}}
+
{{Related|GNOME/Gedit}}
{{Article summary end}}
+
{{Related|GNOME/Web}}
 +
{{Related|GNOME/Evolution}}
 +
{{Related|GNOME/Flashback}}
 +
{{Related|GNOME/Keyring}}
 +
{{Related|GNOME/Document viewer}}
 +
{{Related|Repositórios oficiais#gnome-unstable}}
 +
{{Related articles end}}
  
Para o GNOME3, os desenvolvedores começaram do zero e criaram um novo complemento, um ambiente de trabalho moderno para os usuário e as tecnologias. Em GNOME3:
+
[https://www.gnome.org/ GNOME] (pronunciado ''gah-nohm'' ou ''nohm'') é um [[ambiente de desktop]], ou ''desktop environment'', que visa ser simples e fácil de usar. Ele é projetado por [[Wikipedia:The GNOME Project|O Projeto GNOME]] e é composto interiramente de software livre e código aberto. O GNOME é uma parte do [[Projeto GNU]]. O ''display'' padrão é o [[Wayland]] em vez do [[Xorg (Português)|Xorg]].
* Há um novo tema e visual e fontes modernas.
 
* O modo de visão de atividades fornece uma maneira mais fácil de acessar suas janles e aplicativos
 
* Built-in (integrado, serviço de mensagens no computador
 
* O mas sutil de sistema de notificação e um painel mas discreto
 
* Um recurso de pesquisa de rápida nas atividades
 
* Um novo aplicativo de Configuração do Sistema.
 
* A new System Settings application
 
* ... e muito mais recursos: window tiling (Aero Snap like), e melhorou o Nautilus etc.  
 
  
[mais detalhes no site do [http://www.gnome3.org/ GNOME3]]
+
== Instalação ==
  
== Introdução ==
+
Dois grupos estão disponíveis:
  
O GNOME3 vem com '''duas''' interfaces, '''gnome-shell''' (o novo, layout padrão) e o modo '''fallback'''. Gnome-session detectará se o computador é capaz de roda o gnome-shell e iniciará no modo fallback.
+
* {{Grp|gnome}} contém o ambiente base do GNOME e um subconjunto de [https://wiki.gnome.org/Apps aplicativos] bem integrados;
 +
* {{Grp|gnome-extra}} contém mais aplicativos do GNOME, incluindo um gerenciador de pacote, gerenciador de disco, [[Gedit|editor de texto]] e um conjunto de jogos. Note que esse grupo compila no grupo {{Grp|gnome}}.
  
O modo '''Fallback''' é muito similar ao layout do GNOME 2.x (enquanto estiver usando o gnome-panel e metacity, alternativa do gnome-shell e Mutter).
+
O ambiente base consiste no [[Wikipedia:GNOME_Shell|GNOME Shell]], um plug-in para o gerenciador de janelas [[Wikipedia:Mutter_(software)|Mutter]]. Ele pode ser instalado separadamente com {{Pkg|gnome-shell}}.
  
Se você estiver no modo fallback, pode alterar o gerencimento de janelas de sua preferência.
+
{{Nota|''mutter'' age como um gerenciador de composição para o ambiente, empregando aceleração gráfica de hardware para fornecer efeitos mirando reduzir desordem da tela. O gerenciador de sessão do GNOME detecta automaticamente se seu driver de vídeo é capaz de executar o GNOME Shell e se não, retrocede para renderização de software usando ''llvmpipe''.}}
  
== Atualização do GNOME 2.32 atual ==
+
== Sessões do GNOME ==
  
{{Atenção|A sessão pode falhar durante a atualização e recomendado que você execute o comando no outra sessão, de outra DE ou VM, ou tty.}}
+
GNOME possui três sessões disponíveis, todos usando o GNOME Shell.
  
# pacman -Syu
+
*'''GNOME''' é o padrão que usa Wayland. Aplicativos X tradicionais são executados pelo Xwayland.
 +
*'''GNOME Clássico''' é uma disposição do ambiente tradicional com uma interface similar à do GNOME 2, usando extensões e parâmetros pré-ativados. [http://worldofgnome.org/welcome-to-gnome-3-8-flintstones-mode/] Portanto, é mais um GNOME Shell personalizado do que um modo realmente distinto.
 +
*'''GNOME sobre Xorg''' executa o GNOME Shell usando o Xorg.
  
'''Importante''': Você vai terminar com o sistema que tem o GNOME 3.x modo '''falback'''. Para instalar o novo shell:
+
== Iniciando ==
 
# pacman -S gnome-shell
 
  
== Instalando o novo sistema==
+
O GNOME pode ser iniciado tanto graficamente, usando um [[gerenciador de exibição]], ou manualmente pelo console.
  
GNOME 3 está no [extra]. Você deve executar o comando para instalar:
+
{{Nota|Suporte para bloqueio de tela no GNOME é fornecido pelo GDM. Se o GNOME não for iniciado usando o GDM, você terá que usar outro bloqueador de tela para fornecer esta funcionalidade - veja [[List of applications/Security#Screen lockers]].}}
  
# pacman -Syu gnome
+
=== Graficamente ===
  
Para adicionar aplicações:
+
Selecione a sessão: ''GNOME'', ''GNOME Clássico'' ou ''GNOME sobre Xorg'' a partir do menu de sessões do gerenciador de exibição.
  
# pacman -Syu gnome-extra
+
=== Manualmente ===
  
===Daemons e modulos precisa no GNOME===
+
==== Sessões Xorg ====
  
O desktop GNOME requer um daemon o '''DBUS''' para uma operação adequada.
+
* Para a sessão do GNOME sobre Xorg, adicione ao arquivo {{ic|~/.xinitrc}}: {{ic|exec gnome-session}}.
 +
* Para a sessão do GNOME Clássico, adicione ao arquivo {{ic|~/.xinitrc}}: {{bc|<nowiki>export XDG_CURRENT_DESKTOP=GNOME-Classic:GNOME
 +
export GNOME_SHELL_SESSION_MODE=classic
 +
exec gnome-session --session=gnome-classic</nowiki>}}
  
Para iniciar o DBUS no daemon:
+
Após editar o arquivo {{ic|~/.xinitrc}}, GNOME pode ser iniciado com o comando {{ic|startx}} (veja [[xinitrc]] para detalhes adicionais, tal como preservar a sessão de logind). Após configurar o arquivo {{ic|~/.xinitrc}}, também é possível ser arranjado para [[Start X at login|Iniciar o X na autenticação]].
  
# /etc/rc.d/dbus start
+
==== Sessões Wayland ====
  
Ou adiciona o '''DAEMONS''' diretamente no diretório {{ic|/etc/[[rc.conf]]}} irão iniciar no boot:
+
{{Nota|
 +
* Um servidor X — fornecido pelo pacote {{Pkg|xorg-server-xwayland}} — ainda é necessário para executar aplicativos que ainda não foram portados para o [[Wayland]].
 +
* Wayland com o driver proprietário da [[NVIDIA]] atualmente sofre de um desempenho muito ruim: {{bug|53284}}.
 +
}}  
  
DAEMONS=(syslog-ng '''dbus''' network crond)
+
Iniciar manualmente uma sessão Wayland é possível com {{ic|<nowiki>XDG_SESSION_TYPE=wayland dbus-run-session gnome-session</nowiki>}}.
  
'''GVFS''' permiti o sistema de arquivos virtuais (ex. sistema de arquivos por FTP ou SMB) para usar nas aplicativos, incluindo o gerenciandor de arquivos Nautilus no GNOME. Isso é feito pelo '''FUSE''': o espaço virtual no sistema de arquivos na camada do módulo do kernel.
+
Para iniciar ao autenticar no tty1, adicione o seguinte ao seu {{ic|.bash_profile}}:
  
Para carrega o módulo do kernel:
+
<nowiki>if [[ -z $DISPLAY ]] && [[ $(tty) = /dev/tty1 ]] && [[ -z $XDG_SESSION_TYPE ]]; then
# modprobe fuse
+
  XDG_SESSION_TYPE=wayland exec dbus-run-session gnome-session
 +
fi</nowiki>
  
Ou adiciona o módulo em '''MODULES''' no diretório {{ic|/etc/rc.conf}} para que sejam iniciado no boot, exemplo:
+
=== Aplicativos do GNOME no Wayland ===
  
MODULES=('''fuse''' usblp)
+
Quando a sessão ''GNOME'' é usada, aplicativos do GNOME serão executados usando o Wayland. Para casos de depuração, o [https://developer.gnome.org/gtk3/stable/gtk-running.html manual do GTK+] lista opções e variáveis de ambiente.
  
{{Nota|FOSE é um módulo do kernel, não um daemon.}}
+
== Navegação ==
  
===Executando o GNOME===
+
Para aprender como usar o GNOME Shell efetivamente, leia a [https://wiki.gnome.org/Projects/GnomeShell/CheatSheet folha de dicas do GNOME Shell]; ela realça os recursos e atalhos de teclado do GNOME Shell. Recursos incluem realce de tarefa, uso de teclado, controle de janela, o painel, modo de visão geral e mais. Alguns dos atalhos são:
  
Para o melhor integrar no desktop '''GDM''' é recomendado (mas outros gerenciadores de login, tais como SLiM também funcionam consulte a seleção Policykit).
+
* {{ic|Super}} + {{ic|m}}: mostra a área de notificação
 +
* {{ic|Super}} + {{ic|a}}: mostra o menu de aplicativos
 +
* {{ic|Alt-}} + {{ic|Tab}}: alterna entre aplicativos ativos
 +
* {{ic|Alt-}} + {{ic|`}} (a tecla logo acima de {{ic|Tab}} nos teclados americanos): alterna entre janelas do aplicativo em primeiro plano
 +
* {{ic|Alt}} + {{ic|F2}}, e depois insira {{ic|r}} ou {{ic|restart}}: reinicia o shell no caso de problemas no shell gráfico (apenas no modo X/legado, não no modo Wayland).  
  
# pacman -S gdm
+
== Nomes legados ==
  
Confira o [[Display_Manager]] para iniciá-lo corretamente.
+
{{Nota|
 +
Alguns programas do GNOME sofreram alteração de nomes, casos em que o nome do aplicativo na documentação e diálogos de "sobre" foram alterados, mas o nome do executável não foi. Alguns poucos aplicativos estão listados na tabela abaixo.}}
  
Se você preferir iniciar pelo console, adicione a linha no seu diretório {{ic|~/.xinitrc}}, certifique-se a última linha e inicia com ''exec'' (veja [[xinitrc]]):
+
{{Dica|Pesquisar pelo nome legado de um aplicativo na barra de pesquisa do Shell retornará com sucesso o aplicativo em questão. Por exemplo, pesquisar por ''nautilus'' vai retornar ''Arquivos''.}}
  
exec ck-launch-session gnome-session
+
{| class="wikitable"
 +
! Atual
 +
! Legado
 +
|-
 +
| [[Files|Arquivos]]
 +
| Nautilus
 +
|-
 +
| [[GNOME/Web|Web]]
 +
| Epiphany
 +
|-
 +
| Vídeos
 +
| Totem
 +
|-
 +
| Menu principal
 +
| Alacarte
 +
|-
 +
| Visualizador de documentos
 +
| Evince
 +
|-
 +
| Analisador de uso de disco
 +
| Baobab
 +
|-
 +
| Visualizador de imagens
 +
| EoG (Eye of GNOME)
 +
|-
 +
| [[GNOME/Keyring|Chaves e senhas]]
 +
| Seahorse
 +
|}
  
Agora o GNOME inciará quando digitar o comando:
+
== Configuração ==
$ startx
 
  
== Usando o shell==
+
O painel Configurações do sistema do GNOME (''gnome-control-center'') e os aplicativos do GNOME usam o sistema de configuração [[wikipedia:Dconf|dconf]] para armazenar suas configurações.
  
Veja https://live.gnome.org/GnomeShell/CheatSheet
+
Você pode acessar diretamente o banco de dados dconf usando as ferramentas de linha de comando {{ic|gsettings}} ou {{ic|dconf}}. Isso também permite que você alterar as configurações não expostas pelas interfaces de usuário.
  
== Customizando ==
+
Até o GNOME 3.24, as configurações eram aplicadas por um daemon de configurações do GNOME, os quais poderiam estar fora de uma sessão do GNOME usando:
=== Usando Gnome-tweak-tool ===
 
  
  # pacman -S gnome-tweak-tool
+
  $ nohup /usr/lib/gnome-settings-daemon/gnome-settings-daemon > /dev/null &
  
Este customização da fonte, themas, o botão minimizar e maximizar e algumas configurações como qual ação é tomada quando é fechado.
+
GNOME 3.24, porém, substituiu o daemon de configurações do GNOME com diversos outros plug-ins {{ic|/usr/lib/gnome-settings-daemon/gsd-*}} separados. Esses plug-ins são agora controlados  via arquivos desktop sob {{ic|/etc/xdg/autostart}} (org.gnome.SettingsDaemon.*.desktop). Para executar esses plug-ins fora de uma sessão do GNOME, você agora precisará copiar/editar as [[desktop entries|entradas desktop]] apropriadas para {{ic|~/.config/autostart}}.
  
Uma boa customização o tutorial é http://blog.fpmurphy.com/2011/03/customizing-the-gnome-3-shell.html que explora a gsettings.
+
A configuração geralmente é realizada para cada usuário, essa seção não cobre o como criar modelos de configuração para múltiplos usuários.  
  
===GDM customizado===
+
=== Configurações do sistema ===
  
GDM executa como usuário gdm, você precisa ser para alteração das configurações. Login é desabilitado para usuário gdm, assim que remover o "1" no final da linha do gdm em /etc/shadow para habilitar o login. Não se esqueça de desabilitar a conta que está logado.
+
==== Cor ====
  
gdm:!:14325:0:99999:7::'''1''':
+
O daemon {{ic|colord}} lê o EDID da tela e extrai o perfil de cor apropriado. A maioria dos perfis de cor são precisos e nenhuma configuração é necessária; porém, para aqueles que não forem precisos, ou para telas antigas, perfis de cores podem ser colocadas em {{ic|~/.local/share/icc/}} e direcionado para ele.
  
# su - gdm -s /bin/bash
+
==== Luz noturna ====
$ dbus-launch
 
  
Este comando vai imprimir DBUS_SESSION_BUS_ADDRESS e DBUS_SESSION_BUS_PID. Precisamos exportá-los:
+
O GNOME vem com um filtro de luz azul integrado similar ao [[Redshift]]. Você pode ativar e personalizar a hora em que deseja ativar o modo Luz norturna no menu de configurações de exibição. Além disso, você pode ajustar a temperatura de kelvin com a seguinte configuração {{pkg|dconf}}, sendo 5000 um valor de exemplo:
  
  $ export DBUS_SESSION_BUS_ADDRESS=unix:abstract=/tmp/dbus-Jb433gMQHS,guid=fc14d4bf3d000e38276a5a2200000d38
+
  $ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.color night-light-temperature 5000
$ export DBUS_SESSION_BUS_PID=4283
 
  
Cheque se o dconf-service está rodando se não, inicie como está:
+
==== Data & hora ====
  
$ /usr/lib/dconf/dconf-service &
+
Se o sistema possuir o [[Network Time Protocol daemon|daemon de Network Time Protocol]] configurado, ele será usado pelo GNOME também. A sincronização pode ser definida para controle manual pelo menu, se necessário.
  
====Wallpaper====
+
Para mostrar a data na barra superior, execute:
$ GSETTINGS_BACKEND=dconf gsettings get org.gnome.desktop.background picture-uri
 
$ GSETTINGS_BACKEND=dconf gsettings set org.gnome.desktop.background picture-uri "file:///usr/share/backgrounds/gnome/SundownDunes.jpg"
 
  
Você preicisa apontar para um arquivo onde o usuário gdm para permissão de ler, e não em seu diretório home.
+
$ gsettings set org.gnome.desktop.interface clock-show-date true
  
====Desligar Som====
+
Adicionalmente, para mostrar números da semana no calendário aberto na barra superior, execute:
  $ GSETTINGS_BACKEND=dconf gsettings com org.gnome.desktop.sound event-sounds false
+
  $ gsettings set org.gnome.desktop.calendar show-weekdate true
  
Insirá um "1" de volta /etc/shadow para desabilitar o login do usuário gdm.
+
==== Aplicativos padrões ====
  
====Alterar o layout do teclado no GDM====
+
Ao instalar o GNOME pela primeira vez, você pode descobrir que os aplicativos errados estão lidando com certos protocolos. Por exemplo, ''totem'' abre vídeos em vez de o previamente usado [[VLC]]. Algumas das associações podem ser definidas pelas configurações do sistema via: ''Sistema'' > ''Detalhes'' > ''Aplicativos padrões''.  
Desde do GDM 3 a configuração do layout do teclado não importa o gnome, você tem que configurar no Xorg.
+
 
Veja aqui: [[Beginners'_Guide#Non-US_keyboard]]
+
Para outros protocolos e métodos, veja [[Default applications]] para configuração.
  
=== Alterando o GTK3 usando o tema settings.ini ===
+
==== Mouse e touchpad ====
  
Similar para {{ic|~/.gtkrc-2.0}} GTK2+ é possível definir o GTK3 (Gnome 3) atrávez do tema {{ic|${XDG_CONFIG_HOME}/gtk-3.0/settings.ini}}. Por default {{ic|${XDG_CONFIG_HOME} }} é interpretado como {{ic|~/.config}}.
+
Para ajudar a reduzir interferência do touchpad, você pode preferir implementar as configurações abaixo via ''gnome-control-center'':
  
Apenas o tema Adwaita existe neste momento para gtk3 e é disponível no pacote '''gnome-themes-standard'''.
+
* Desabilitar touchpad enquanto digita
 +
* Desabilitar rolagem
 +
* Desabilitar toque para clicar
  
Exemplo:
+
Dependendo de seu dispositivo, outras configurações podem estar disponíveis, mas não expostas via GUI padrão. Por exemplo, um {{ic|click-method}} diferente de touchpad
 +
{{hc|$ gsettings range org.gnome.desktop.peripherals.touchpad click-method|
 +
enum
 +
'default'
 +
'none'
 +
'areas'
 +
'fingers'}}
 +
a ser definido manualmente:  
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.peripherals.touchpad click-method 'fingers'
 +
Ou via {{pkg|gnome-tweaks}}.
  
  [Configurações]
+
{{Nota|1=O driver [[synaptics]] não possui suporte no GNOME. Em vez disso, você deve usar [[libinput]]. Veja [https://bugzilla.gnome.org/show_bug.cgi?id=764257#c12 esse relatório de erro].}}
  gtk-theme-name = Adwaita
 
  gtk-fallback-icon-theme = gnome
 
  # next option is applicable only if selected theme supports it
 
  gtk-application-prefer-dark-theme = true
 
  # set font name and dimension
 
  gtk-font-name = Sans 10
 
  
Pode ser necessário reiniciar o DE ou WM para aplicar as configurações.
+
==== Rede ====
  
{{Nota|Mais opções podem ser encontradas: [http://developer.gnome.org/gtk3/3.0/GtkSettings.html#GtkSettings.properties GtkSettings documentation]}}
+
[[NetworkManager (Português)|NetworkManager]] é a ferramenta nativa do projeto GNOME para controlar as configurações de rede pelo Shell. [[Instale]] o pacote {{pkg|networkmanager}} e [[habilite]] a unit do systemd {{ic|NetworkManager.service}}.
  
=== Redimensionar a barra de título Massive ===
+
Enquanto qualquer outro [[gerenciador de rede]] pode ser usado, NetworkManager fornece a integração completa via configurações de rede shell e um miniaplicativo indicador de status {{Pkg|network-manager-applet}} (não exigido para o GNOME).
# sed -i "/title_vertical_pad/s/value=\"[0-9]\{1,2\}\"/value=\"0\"/g" /usr/share/themes/Adwaita/metacity-1/metacity-theme-3.xml
 
  
{{Keypress|Alt}} + {{Keypress|F2}} e ''reiniciar'' seguido de {{Keypress|Enter}} 
+
==== Contas on-line ====
  
Isso vai alterar o title_vertical_pad para de 14 para 0 colocando mas elegância nas janelas.
+
Backends para o aplicativo de mensagem do GNOME {{Pkg|empathy}}, assim como a seção de Contas On-line do GNOME do painel de Configurações de sistema, são fornecidos em um grupo separado: {{Grp|telepathy}}. Veja [[GNOME/Troubleshooting#Unable to add accounts in Empathy and GNOME Online Accounts|Impossibilidade de adicionar contas no Empathy e Contas on-line GNOME]]. Algumas contas on-line, tal como [[ownCloud]], exige que {{Pkg|gvfs-goa}} esteja instalado par funcionalidade completa nos aplicativos do GNOME tal como [[GNOME Files|GNOME Arquivos]] e GNOME Documentos [https://wiki.gnome.org/ThreePointSeven/Features/Owncloud].
  
Para restaurar as configurações originais:
+
==== Pesquisa ====
sudo pacman -S gnome-themes-standard
 
  
===Configurando tema para o ícone===
+
O shell do GNOME possui uma pesquisa que possa ser rapidamente acessada pressionando a tecla {{ic|Super}} e comece a digitar. O pacote {{Pkg|tracker}} é instalado por padrão como parte do grupo {{Grp|gnome}} e fornece um aplicativo de indexação e banco de dados de metadados. Ele pode ser configurado com o item de menu ''Pesquisa e indexação''; monitore o status com ''tracker-control''.  É iniciado automaticamente pelo ''gnome-session'' quando o usuário inicia a sessão. Indexação pode ser iniciada manualmente com {{ic|tracker-control -s}}. As configurações de pesquisa também podem ser configuradas no painel ''Configurações de sistema''.
  
{{Nota | Com o gnome-tweak-tool na versão 3.0.3 e superior, você deve adicionar os temas dos ícones dentro de ~/.icons.}}
+
O bando de dados do Tracker pode ser consultado usando o comando ''tracker-sparql''. Veja sua página de manual com {{man|1|tracker-sparql}} para mais informações.
  
Útil, o Gnome 3 pode usar os ícones do Gnome 2, assim não fica preso no padrão definido. Para isso, você pode copiar o seu ícone preferido para ~/.icons. Exemplo:
+
=== Configurações avançadas ===
  
$ cp -R /home/user/Desktop/my_new_icon_theme ~/.icons
+
Como anotado acima, muitas opções de configuração tal como alterar o tema do [[GTK+]] ou o tema do [[gerenciador de janela]], não são expostas no painel de Configurações do sistema (''gnome-control-center''). Aqueles usuários que desejem alterar essas configurações pode desejar usar o Ajustes do GNOME ({{Pkg|gnome-tweaks}}), uma ferramenta gráfica conveniente que expõe muitas das configurações.
  
The new icon theme 'my_new_icon_theme' will now be selectable using the gnome-tweak-tool (under 'Interface'), otherwise it can be set with no need of gnome-tweak-tool by adding the gtk-icon-theme-name entry inside ${XDG_CONFIG_HOME}/gtk-3.0/settings.ini.
+
Configurações do GNOME (que são armazenadas no banco de dados DConf) também podem ser alteradas usando o [https://developer.gnome.org/dconf/unstable/dconf-editor.html ''dconf-editor''] (uma ferramenta gráfica de configuração de DConf) ou a ferramenta de linha de comando [https://developer.gnome.org/gio/stable/GSettings.html ''gsettings'']. O Ajustes do GNOME não faz nada no plano de fundo do GUI; note que você não encontrará nela todas as configurações descritas nas seções a seguir.
{{hc|${XDG_CONFIG_HOME}/gtk-3.0/settings.ini|2=
+
 
.....
+
==== Aparência ====
gtk-icon-theme-name = my_new_icon_theme
+
 
.....
+
===== Temas GTK+ e temas de ícone =====
 +
 
 +
Para instalar um novo tema ou conjunto de ícone, adicione {{ic|~/.local/share/themes}} ou {{ic|~/.local/share/icons}} relevantes, respectivamente (adicione a {{ic|/usr/share/}} em vez de {{ic|~/.local/share/}} para temas estarem disponíveis para todo sistema). Eles e outras configurações de GUI também pode ser definida em {{ic|~/.config/gtk-3.0/settings.ini}}:
 +
 
 +
{{hc|~/.config/gtk-3.0/settings.ini|<nowiki>
 +
[Settings]
 +
gtk-theme-name = Adwaita
 +
# próxima opção é aplicável apenas se o tema selecionado oferecer suporte
 +
gtk-application-prefer-dark-theme = true
 +
# define o nome e dimensão da fonte
 +
gtk-font-name = Sans 10
 +
</nowiki>}}
 +
 
 +
Localizações adicionais de tema:
 +
* [http://www.deviantart.com/browse/all/customization/skins/linuxutil/desktopenv/gnome/gtk3/ DeviantArt].
 +
* [http://gnome-look.org/index.php?xcontentmode=167 gnome-look.org].
 +
* [https://aur.archlinux.org/packages.php?O=0&K=gtk3&do_Search=Go Temas do GTK+ 3 no AUR].
 +
* [https://aur.archlinux.org/packages.php?O=0&K=xcursor&do_Search=Go&PP=50&SB=v&SO=d Temas de cursor no AUR].
 +
* [https://aur.archlinux.org/packages.php?O=0&K=icon-theme&do_Search=Go&PP=50&SB=v&SO=d Temas de ícones no AUR].
 +
 
 +
Uma vez instalados, eles podem ser selecionados usando o Ajustes do GNOME ou GSettings - veja abaixo por comandos do GSettings:
 +
 
 +
Para o tema do GTK+:
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.interface gtk-theme ''nome-do-tema''
 +
 
 +
Para o tema de ícones:
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.interface icon-theme ''nome-do-tema''
 +
 
 +
====== Tema global escuro ======
 +
 
 +
GNOME vai usar o tema leve do Adwaita por padrão, porém uma variante escura deste tema (chamada de ''Tema global escuro'') também existe e pode ser selecionada usando o Ajustes ou editando o arquivo de configurações do GTK+ 3 - veja [[GTK+#Dark theme variant]]. Alguns aplicativos, tal como o Visualizador de imagens (''eog''), usam o tema escuro por padrão. Deve-se observar que o tema global escuro só funciona com aplicativos GTK+ 3; alguns aplicativos GTK+ 3 só podem ter suporte parcial para o tema global escuro. Suporte no Qt e no GTK+ 2 ao tema global escuro podem ser adicionados no futuro.
 +
 
 +
===== Temas de gerenciador de janelas =====
 +
 
 +
O tema do gerenciador de janelas segue o tema do GTK+. O uso de {{ic|org.gnome.desktop.wm.preferences theme}} está obsoleto e é ignorado.
 +
 
 +
====== Altura da barra de título ======
 +
 
 +
{{Nota|Aplicar essa configuração reduz a barra de título do terminal do GNOME e do Chromium, mas não parece ter efeito sobre o tamanho da barra de título do Nautilus.}}
 +
 
 +
{{hc|~/.config/gtk-3.0/gtk.css|
 +
headerbar.default-decoration {
 +
padding-top: 0px;
 +
padding-bottom: 0px;
 +
min-height: 0px;
 +
font-size: 0.6em;
 +
}
 +
 
 +
headerbar.default-decoration button.titlebutton {
 +
padding: 0px;
 +
min-height: 0px;
 +
}
 
}}
 
}}
 +
 +
Veja [https://ask.fedoraproject.org/en/question/10035/shrink-title-bar/?answer=86149#post-id-86149] para mais informações.
 +
 +
====== Ordem de botão de barra de título ======
 +
 +
Para definir a ordem para o gerenciador de janelas do GNOME (Mutter, Metacity):
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.wm.preferences button-layout ':minimize,maximize,close'
 +
 +
{{Dica|O caractere de dois pontos indica em qual lado da barra de título os botões de janela aparecerão.}}
 +
 +
====== Ocultar barra de título quando maximizado ======
 +
 +
*[[Instale]] {{AUR|gnome-shell-extension-pixel-saver-git}} ou {{AUR|gnome-shell-extension-pixel-saver}}. Janelas maximizadas mesclam a barra de título com a barra de atividade, salvando pixels preciosos.
 +
 +
*[[Instale]] {{AUR|mutter-hide-legacy-decorations}}. Isso altera a configuração padrão no gerenciador de janelas, assim como oculta automaticamente a barra de título em aplicativos legados (sem barra de título) quando eles são maximizados ou colados lado a lado na lateral.
 +
 +
*[[Instale]] {{AUR|maximus}}. Para começar o aplicativo, execute ''maximus'' de um terminal. Ao executar, o daemon vai maximizar janelas automaticamente. Isso vai retirar decoração de janelas maximizadas e vai redecorá-las quando elas tiverem seu tamanho anterior restaurado. Se você não deseja que todas as janelas iniciem maximizadas, execute {{ic|maximus -m}}. Note que isso só vai funcionar com janelas decoradas pelo gerenciador de janelas; aplicativos que usam decoração no lado do cliente, tal como o [[GNOME Files|GNOME Arquivos]], não terão decoração retirada ao maximizar.
 +
 +
===== Temas do GNOME Shell =====
 +
 +
O tema do GNOME Shell em si é configurável. Para usar um tema de Shell, primeiro assegure-se de que você tenha o pacote {{Pkg|gnome-shell-extensions}} instalado. Então, habilite a extensão ''User Themes'', pelo Ajustes do GNOME ou pela página web [https://extensions.gnome.org GNOME Shell Extensions]. Temas de shell podem então ser carregadas e selecionadas usando Ajustes do GNOME.
 +
 +
Há vários temas de GNOME Shell disponíveis [https://aur.archlinux.org/packages.php?O=0&K=gnome-shell-theme&do_Search=Go&PP=50&SB=v&SO=d no AUR].
 +
 +
Temas de shell também pode ser baixados do [http://gnome-look.org/index.php?xcontentmode=191 gnome-look.org].
 +
 +
===== Ícones no menu =====
 +
 +
O esquema padrão do GNOME não exibe qualquer ícone nos menus. Para exibir ícones nos menus, execute o seguinte comando.
 +
 +
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.xsettings overrides "{'Gtk/ButtonImages': <1>, 'Gtk/MenuImages': <1>}"
 +
 +
==== Área de trabalho ====
 +
 +
Várias configurações de área de trabalho podem ser aplicadas.
 +
 +
===== Ícones na área de trabalho =====
 +
 +
Até o GNOME 3.28, os ícones na área de trabalho eram fornecidos pelo [[Files|Arquivos]], que desenhava uma janela transparente sobre a área de trabalho contendo os ícones. A partir do GNOME 3.28 essa funcionalidade foi removida e os ícones da área de trabalho não estão mais disponíveis no GNOME. Possíveis soluções incluem o uso do [[Nemo]] (um fork do Arquivos que ainda possui a funcionalidade de ícones do desktop) ou a instalação do {{AUR|gnome-shell-extension-desktop-icons}} que replica parcialmente a funcionalidade do ícone do desktop disponível no GNOME 3.26 e abaixo. Para mais informações, consulte o seguinte [https://bbs.archlinux.org/viewtopic.php?id=235633 tópico no fórum do Arch].
 +
 +
===== Tela de bloqueio e plano de fundo =====
 +
 +
Ao definir o plano de fundo da área de trabalho ou da tela de bloqueio, é importante notar que a aba Imagens são exibirá imagens localizadas na pasta {{ic|/home/''nome-de-usuário''/Imagens}}. Se você deseja usar uma imagem não localizada nesta pasta, use os comandos indicados abaixo.
 +
 +
Para o plano de fundo da área de trabalho:
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.background picture-uri 'file:///caminho/para/minha/imagem.jpg'
 +
 +
Para o plano de fundo da tela de bloqueio:
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.screensaver picture-uri 'file:///caminho/para/minha/imagem.jpg'
 +
 +
===== Desabilitar o canto superior esquerdo ativo =====
 +
 +
Você pode desabilitar o cano superior esquerdo ativo com o pacote {{AUR|gnome-shell-extension-no-topleft-hot-corner}}.
 +
 +
==== Extensões ====
 +
 +
{{Nota|O plugin de navegador do GNOME Shell que permite que usuários instalem extensões do [https://extensions.gnome.org extensions.gnome.org] funciona sem mais configurações para navegadores como o [[GNOME/Web]]. Para os navegadores [[Firefox]], Google Chrome/Chromium, Opera e Vivaldi, é necessário instralar {{pkg|chrome-gnome-shell}} e a extensão de navegador apropriada.}}
 +
 +
GNOME Shell pode ser personalizado com extensões por usuário ou para todo o sistema.
 +
 +
O catálogo de extensões está disponível em [https://extensions.gnome.org extensions.gnome.org]. Por um usuário, elas podem ser instaladas e ativadas no navegador definindo o botão no canto superior direito da tela para '''ON''' e clicando em '''Install''' no diálogo resultante (se a extensão em questão não estiver instalada). Após a instalação, é mostrar na aba [https://extensions.gnome.org/local/ extensions.gnome.org/local/], qual tem que ser visitado, assim como verificar por atualizações disponíveis. Extensões instaladas também podem ser habilitadas ou desabilitadas usando {{Pkg|gnome-tweaks}}.
 +
 +
Mais informações sobre extensões do GNOME shell estão disponíveis na [https://extensions.gnome.org/about/ página de manual do GNOME Shell Extensions].
 +
 +
[[Instalar]] extensões por um pacote torna-os disponível para todos os usuários do sistema e automatiza o processo de atualização.
 +
 +
O pacote {{Pkg|gnome-shell-extensions}} fornece um conjunto de extensões mantidas como parte do projeto GNOME (muitas das extensões incluídas são usadas pela sessão do GNOME Clássico).
 +
 +
Usuários que desejem uma barra de tarefas, mas não desejam usar a sessão do GNOME Clássico, podem querer habilitar a extensão ''Window list'' (fornecida pelo pacote {{Pkg|gnome-shell-extensions}}).
 +
 +
A listagem de extensões atualmente habilitadas podem ser obtida com:
 +
$ gsettings get org.gnome.shell enabled-extensions
 +
 +
==== Métodos de entrada ====
 +
 +
O GNOME possui suporte integrado para [[input method|métodos de entrada]] por meio do [[IBus]], só sendo necessário instalar {{Pkg|ibus}} e o motor do método de entrada (ex.: {{Pkg|ibus-libpinyin}} para Intelligent Pinyin); após a instalação, o motor de método de entrada podem ser adicionados como disposição de teclado nas configurações de "Idioma & região" do GNOME.
 +
 +
==== Fontes ====
 +
 +
{{Dica|Se você definiu o ''Fator de escala'' para um valor acima de 1.00, o menu de Acessibilidade será habilitado automaticamente.}}
 +
 +
Fontes podem ser definidas para ''Títulos de janelas'', ''Interface'' (aplicativos), ''Documentos'' e ''Monoespaçada''. Veja a aba Fontes no Ajustes para opções relevantes.
 +
 +
Para ''hinting'', RGBA provavelmente é melhor por atender a maioria dos tipos de monitores. Se as fontes aparecerem bloqueadas demais, reduza ''hinting'' para ''Slight'' ou ''None''.
 +
 +
==== Inicialização automática ====
 +
 +
O GNOME implementa [[XDG Autostart (Português)|XDG Autostart]].
 +
 +
O Ajustes, {{Pkg|gnome-tweaks}}, permite gerenciar entradas de de "autostart".
 +
 +
{{Dica|Se o botão de sinal de mais na seção de inicialização do Ajustes não estiver responsivo, tente iniciá-la a partir do terminal usando o seguinte comando: {{ic|gnome-tweaks}}. Veja o seguinte [https://bbs.archlinux.org/viewtopic.php?pid&#61;1413631#p1413631 tópico de fórum].}}
 +
 +
{{Nota|O diálogo obsoleto ''gnome-session-properties'' pode ser adicionado [[instala]]ndo o pacote {{AUR|gnome-session-properties}}.}}
 +
 +
==== Energia ====
 +
 +
Quando você está usando um notebook, você pode querer alterar as seguintes configurações:
 +
 +
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power sleep-inactive-ac-timeout ''3600''
 +
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power sleep-inactive-ac-type ''hibernate''
 +
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power sleep-inactive-battery-timeout ''1800''
 +
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power sleep-inactive-battery-type ''hibernate''
 +
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power power-button-action ''suspend''
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.lockdown disable-lock-screen ''true''
 +
 +
Para manter o monitor ativo quando a tampa está fechada:
 +
 +
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.xrandr default-monitors-setup do-nothing
 +
 +
GNOME 3.24 tornou obsoletas as seguintes configurações:
 +
 +
org.gnome.settings-daemon.plugins.power button-hibernate
 +
org.gnome.settings-daemon.plugins.power button-power
 +
org.gnome.settings-daemon.plugins.power button-sleep
 +
org.gnome.settings-daemon.plugins.power button-suspend
 +
org.gnome.settings-daemon.plugins.power critical-battery-action
 +
 +
===== Configurar o comportamento do fechamento da tela de notebook  =====
 +
 +
O Ajustes do GNOME é uma ferramenta que pode opcionalmente ''inibir'' a configuração do ''systemd'' para o evento de ACPI de fechar a tampa.[http://ftp.gnome.org/pub/GNOME/sources/gnome-tweak-tool/3.17/gnome-tweak-tool-3.17.1.news] Para ''inibir'' a configuração, inicie a ferramenta de ajustes e, sob a aba energia, marque a opção ''Suspender quando a tampa do notebook é fechada''. Isso significa que o ssitema fará nada ao fechar a tampa do notebook em vez de suspender - o comportamento padrão. Marcando essa configuração, cria {{ic|~/.config/autostart/ignore-lid-switch-tweak.desktop}} que vai iniciar automaticamente o inibidor da ferramenta Ajustes.
 +
 +
Se você não deseja suspender ou fazer nada ao fechar a tampa do notebook, você precisará se certificar de que a configuração acima '''não''' esteja marcada e, então, configure ''systemd'' com {{ic|1=HandleLidSwitch=''preferred_behaviour''}} como descrito em [[Power management#ACPI events]].
 +
 +
===== Alterar ação de nível crítico da bateria =====
 +
 +
O painel de configurações não fornece uma opção para alterar a ação de nível crítico de bateria. Essas configurações foram removidas também do dconf. Eles agora são gerenciados pelo upower. Edite as configurações do upower em {{ic|/etc/UPower/UPower.conf}}. Encontre essas configurações e ajuste a suas necessidades.
 +
 +
{{hc|head=/etc/UPower/UPower.conf|output=
 +
PercentageLow=10
 +
PercentageCritical=3
 +
PercentageAction=2
 +
CriticalPowerAction=HybridSleep
 +
}}
 +
 +
==== Ordenar aplicativos em pastas de aplicativo (app) ====
 +
 +
{{Dica|O script [https://github.com/prurigro/gnome-catgen gnome-catgen] ({{AUR|gnome-catgen-git}}) permite que você gerencie as pastas por meio da criação de arquivos nos {{ic|~/.local/share/applications-categories}} nomeados após cada categoria e contendo uma lista de arquivos desktop pertencendo aos aplicativos que você gostaria de ter dentro. Opcionalmente, você pode fazê-lo passar por cada aplicativo sem uma pasta e inserir a categoria desejada até pressionar Ctrl+C ou acabarem os aplicativos.}}
 +
 +
No '''dconf-editor''', navegue para {{ic|org.gnome.desktop.app-folders}} e defina o valor de {{ic|folder-children}} para um vetor de nomes de pastas separados por vírgula:
 +
 +
['Utilities', 'Sundry']
 +
 +
Adicione aplicativos usando {{ic|gsettings}}:
 +
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.app-folders.folder:/org/gnome/desktop/app-folders/folders/Sundry/ apps "['alacarte.desktop', 'dconf-editor.desktop']"
 +
 +
Isso adiciona os aplicativos {{ic|alacarte.desktop}} e {{ic|dconf-editor.desktop}} à pasta Sundry.  Isso também vai criar a pasta {{ic|org.gnome.desktop.app-folders.folders.Sundry}}.
 +
 +
Para nomear a pasta (se ela não tiver um nome que aparece no topo dos aplicativos):
 +
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.app-folders.folder:/org/gnome/desktop/app-folders/folders/Sundry/ name "Sundry"
 +
 +
Aplicativos também podem ser ordenados por sua categoria (especificado em seus arquivos ''.desktop''):
 +
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.app-folders.folder:/org/gnome/desktop/app-folders/folders/Sundry/ categories "['Office']"
 +
 +
Se certos aplicativos correspondendo a uma categoria não forem desejados em certa pasta, exclusões podem ser definidas:
 +
 +
$ gsettings set org.gnome.desktop.app-folders.folder:/org/gnome/desktop/app-folders/folders/Sundry/ excluded-apps "['libreoffice-draw.desktop']"
 +
 +
Para mais informações, veja o [https://git.gnome.org/browse/gsettings-desktop-schemas/tree/schemas/org.gnome.desktop.app-folders.gschema.xml.in esquema app-folders].
 +
 +
=== Usar um gerenciador de janela diferente ===
 +
 +
GNOME Shell não oferece suporte a usar um [[gerenciador de janela]] diferente, porém o [[GNOME Flashback]] forence sessões para Metacity e [[Compiz]]. Além disso, é possível definir suas próprias [[GNOME/Tips and tricks#Custom GNOME sessions|sessões GNOME personalizadas]] que usam componentes alternativos.
 +
 +
== Veja também ==
 +
 +
* [https://www.gnome.org/ Site oficial]
 +
* [[Wikipedia:pt:GNOME|Artigo do Wikipédia]]
 +
* [https://extensions.gnome.org/ GNOME-Shell Extensions]
 +
* [https://wiki.gnome.org/Projects/GnomeShell/CheatSheet Folha de dicas do GNOME Shell]
 +
* Personalização (temas, ícones...):
 +
** [https://wiki.gnome.org/Personalization Personalize GNOME]
 +
** [https://www.gnome-look.org/ GNOME Look]
 +
* Aplicativos do GNOME:
 +
** [https://wiki.gnome.org/Apps Índice dos aplicativos do GNOME]
 +
** [[Wikipedia:GNOME Core Applications|Aplicativos Centrais do GNOME]]
 +
* Código-fonte/Espelhos do GNOME:
 +
** [https://git.gnome.org/browse/ Repositório Git do GNOME]
 +
** [https://github.com/GNOME Espelho do GNOME no Github]

Latest revision as of 22:23, 16 June 2018

GNOME (pronunciado gah-nohm ou nohm) é um ambiente de desktop, ou desktop environment, que visa ser simples e fácil de usar. Ele é projetado por O Projeto GNOME e é composto interiramente de software livre e código aberto. O GNOME é uma parte do Projeto GNU. O display padrão é o Wayland em vez do Xorg.

Instalação

Dois grupos estão disponíveis:

  • gnome contém o ambiente base do GNOME e um subconjunto de aplicativos bem integrados;
  • gnome-extra contém mais aplicativos do GNOME, incluindo um gerenciador de pacote, gerenciador de disco, editor de texto e um conjunto de jogos. Note que esse grupo compila no grupo gnome.

O ambiente base consiste no GNOME Shell, um plug-in para o gerenciador de janelas Mutter. Ele pode ser instalado separadamente com gnome-shell.

Nota: mutter age como um gerenciador de composição para o ambiente, empregando aceleração gráfica de hardware para fornecer efeitos mirando reduzir desordem da tela. O gerenciador de sessão do GNOME detecta automaticamente se seu driver de vídeo é capaz de executar o GNOME Shell e se não, retrocede para renderização de software usando llvmpipe.

Sessões do GNOME

GNOME possui três sessões disponíveis, todos usando o GNOME Shell.

  • GNOME é o padrão que usa Wayland. Aplicativos X tradicionais são executados pelo Xwayland.
  • GNOME Clássico é uma disposição do ambiente tradicional com uma interface similar à do GNOME 2, usando extensões e parâmetros pré-ativados. [1] Portanto, é mais um GNOME Shell personalizado do que um modo realmente distinto.
  • GNOME sobre Xorg executa o GNOME Shell usando o Xorg.

Iniciando

O GNOME pode ser iniciado tanto graficamente, usando um gerenciador de exibição, ou manualmente pelo console.

Nota: Suporte para bloqueio de tela no GNOME é fornecido pelo GDM. Se o GNOME não for iniciado usando o GDM, você terá que usar outro bloqueador de tela para fornecer esta funcionalidade - veja List of applications/Security#Screen lockers.

Graficamente

Selecione a sessão: GNOME, GNOME Clássico ou GNOME sobre Xorg a partir do menu de sessões do gerenciador de exibição.

Manualmente

Sessões Xorg

  • Para a sessão do GNOME sobre Xorg, adicione ao arquivo ~/.xinitrc: exec gnome-session.
  • Para a sessão do GNOME Clássico, adicione ao arquivo ~/.xinitrc:
    export XDG_CURRENT_DESKTOP=GNOME-Classic:GNOME
    export GNOME_SHELL_SESSION_MODE=classic
    exec gnome-session --session=gnome-classic

Após editar o arquivo ~/.xinitrc, GNOME pode ser iniciado com o comando startx (veja xinitrc para detalhes adicionais, tal como preservar a sessão de logind). Após configurar o arquivo ~/.xinitrc, também é possível ser arranjado para Iniciar o X na autenticação.

Sessões Wayland

Nota:
  • Um servidor X — fornecido pelo pacote xorg-server-xwayland — ainda é necessário para executar aplicativos que ainda não foram portados para o Wayland.
  • Wayland com o driver proprietário da NVIDIA atualmente sofre de um desempenho muito ruim: FS#53284.

Iniciar manualmente uma sessão Wayland é possível com XDG_SESSION_TYPE=wayland dbus-run-session gnome-session.

Para iniciar ao autenticar no tty1, adicione o seguinte ao seu .bash_profile:

if [[ -z $DISPLAY ]] && [[ $(tty) = /dev/tty1 ]] && [[ -z $XDG_SESSION_TYPE ]]; then
  XDG_SESSION_TYPE=wayland exec dbus-run-session gnome-session
fi

Aplicativos do GNOME no Wayland

Quando a sessão GNOME é usada, aplicativos do GNOME serão executados usando o Wayland. Para casos de depuração, o manual do GTK+ lista opções e variáveis de ambiente.

Navegação

Para aprender como usar o GNOME Shell efetivamente, leia a folha de dicas do GNOME Shell; ela realça os recursos e atalhos de teclado do GNOME Shell. Recursos incluem realce de tarefa, uso de teclado, controle de janela, o painel, modo de visão geral e mais. Alguns dos atalhos são:

  • Super + m: mostra a área de notificação
  • Super + a: mostra o menu de aplicativos
  • Alt- + Tab: alterna entre aplicativos ativos
  • Alt- + ` (a tecla logo acima de Tab nos teclados americanos): alterna entre janelas do aplicativo em primeiro plano
  • Alt + F2, e depois insira r ou restart: reinicia o shell no caso de problemas no shell gráfico (apenas no modo X/legado, não no modo Wayland).

Nomes legados

Nota: Alguns programas do GNOME sofreram alteração de nomes, casos em que o nome do aplicativo na documentação e diálogos de "sobre" foram alterados, mas o nome do executável não foi. Alguns poucos aplicativos estão listados na tabela abaixo.
Dica: Pesquisar pelo nome legado de um aplicativo na barra de pesquisa do Shell retornará com sucesso o aplicativo em questão. Por exemplo, pesquisar por nautilus vai retornar Arquivos.
Atual Legado
Arquivos Nautilus
Web Epiphany
Vídeos Totem
Menu principal Alacarte
Visualizador de documentos Evince
Analisador de uso de disco Baobab
Visualizador de imagens EoG (Eye of GNOME)
Chaves e senhas Seahorse

Configuração

O painel Configurações do sistema do GNOME (gnome-control-center) e os aplicativos do GNOME usam o sistema de configuração dconf para armazenar suas configurações.

Você pode acessar diretamente o banco de dados dconf usando as ferramentas de linha de comando gsettings ou dconf. Isso também permite que você alterar as configurações não expostas pelas interfaces de usuário.

Até o GNOME 3.24, as configurações eram aplicadas por um daemon de configurações do GNOME, os quais poderiam estar fora de uma sessão do GNOME usando:

$ nohup /usr/lib/gnome-settings-daemon/gnome-settings-daemon > /dev/null &

GNOME 3.24, porém, substituiu o daemon de configurações do GNOME com diversos outros plug-ins /usr/lib/gnome-settings-daemon/gsd-* separados. Esses plug-ins são agora controlados via arquivos desktop sob /etc/xdg/autostart (org.gnome.SettingsDaemon.*.desktop). Para executar esses plug-ins fora de uma sessão do GNOME, você agora precisará copiar/editar as entradas desktop apropriadas para ~/.config/autostart.

A configuração geralmente é realizada para cada usuário, essa seção não cobre o como criar modelos de configuração para múltiplos usuários.

Configurações do sistema

Cor

O daemon colord lê o EDID da tela e extrai o perfil de cor apropriado. A maioria dos perfis de cor são precisos e nenhuma configuração é necessária; porém, para aqueles que não forem precisos, ou para telas antigas, perfis de cores podem ser colocadas em ~/.local/share/icc/ e direcionado para ele.

Luz noturna

O GNOME vem com um filtro de luz azul integrado similar ao Redshift. Você pode ativar e personalizar a hora em que deseja ativar o modo Luz norturna no menu de configurações de exibição. Além disso, você pode ajustar a temperatura de kelvin com a seguinte configuração dconf, sendo 5000 um valor de exemplo:

$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.color night-light-temperature 5000

Data & hora

Se o sistema possuir o daemon de Network Time Protocol configurado, ele será usado pelo GNOME também. A sincronização pode ser definida para controle manual pelo menu, se necessário.

Para mostrar a data na barra superior, execute:

$ gsettings set org.gnome.desktop.interface clock-show-date true

Adicionalmente, para mostrar números da semana no calendário aberto na barra superior, execute:

$ gsettings set org.gnome.desktop.calendar show-weekdate true

Aplicativos padrões

Ao instalar o GNOME pela primeira vez, você pode descobrir que os aplicativos errados estão lidando com certos protocolos. Por exemplo, totem abre vídeos em vez de o previamente usado VLC. Algumas das associações podem ser definidas pelas configurações do sistema via: Sistema > Detalhes > Aplicativos padrões.

Para outros protocolos e métodos, veja Default applications para configuração.

Mouse e touchpad

Para ajudar a reduzir interferência do touchpad, você pode preferir implementar as configurações abaixo via gnome-control-center:

  • Desabilitar touchpad enquanto digita
  • Desabilitar rolagem
  • Desabilitar toque para clicar

Dependendo de seu dispositivo, outras configurações podem estar disponíveis, mas não expostas via GUI padrão. Por exemplo, um click-method diferente de touchpad

$ gsettings range org.gnome.desktop.peripherals.touchpad click-method
 
enum
'default'
'none'
'areas'
'fingers'

a ser definido manualmente:

$ gsettings set org.gnome.desktop.peripherals.touchpad click-method 'fingers'

Ou via gnome-tweaks.

Nota: O driver synaptics não possui suporte no GNOME. Em vez disso, você deve usar libinput. Veja esse relatório de erro.

Rede

NetworkManager é a ferramenta nativa do projeto GNOME para controlar as configurações de rede pelo Shell. Instale o pacote networkmanager e habilite a unit do systemd NetworkManager.service.

Enquanto qualquer outro gerenciador de rede pode ser usado, NetworkManager fornece a integração completa via configurações de rede shell e um miniaplicativo indicador de status network-manager-applet (não exigido para o GNOME).

Contas on-line

Backends para o aplicativo de mensagem do GNOME empathy, assim como a seção de Contas On-line do GNOME do painel de Configurações de sistema, são fornecidos em um grupo separado: telepathy. Veja Impossibilidade de adicionar contas no Empathy e Contas on-line GNOME. Algumas contas on-line, tal como ownCloud, exige que gvfs-goa esteja instalado par funcionalidade completa nos aplicativos do GNOME tal como GNOME Arquivos e GNOME Documentos [2].

Pesquisa

O shell do GNOME possui uma pesquisa que possa ser rapidamente acessada pressionando a tecla Super e comece a digitar. O pacote tracker é instalado por padrão como parte do grupo gnome e fornece um aplicativo de indexação e banco de dados de metadados. Ele pode ser configurado com o item de menu Pesquisa e indexação; monitore o status com tracker-control. É iniciado automaticamente pelo gnome-session quando o usuário inicia a sessão. Indexação pode ser iniciada manualmente com tracker-control -s. As configurações de pesquisa também podem ser configuradas no painel Configurações de sistema.

O bando de dados do Tracker pode ser consultado usando o comando tracker-sparql. Veja sua página de manual com tracker-sparql(1) para mais informações.

Configurações avançadas

Como anotado acima, muitas opções de configuração tal como alterar o tema do GTK+ ou o tema do gerenciador de janela, não são expostas no painel de Configurações do sistema (gnome-control-center). Aqueles usuários que desejem alterar essas configurações pode desejar usar o Ajustes do GNOME (gnome-tweaks), uma ferramenta gráfica conveniente que expõe muitas das configurações.

Configurações do GNOME (que são armazenadas no banco de dados DConf) também podem ser alteradas usando o dconf-editor (uma ferramenta gráfica de configuração de DConf) ou a ferramenta de linha de comando gsettings. O Ajustes do GNOME não faz nada no plano de fundo do GUI; note que você não encontrará nela todas as configurações descritas nas seções a seguir.

Aparência

Temas GTK+ e temas de ícone

Para instalar um novo tema ou conjunto de ícone, adicione ~/.local/share/themes ou ~/.local/share/icons relevantes, respectivamente (adicione a /usr/share/ em vez de ~/.local/share/ para temas estarem disponíveis para todo sistema). Eles e outras configurações de GUI também pode ser definida em ~/.config/gtk-3.0/settings.ini:

~/.config/gtk-3.0/settings.ini
[Settings]
gtk-theme-name = Adwaita
# próxima opção é aplicável apenas se o tema selecionado oferecer suporte
gtk-application-prefer-dark-theme = true
# define o nome e dimensão da fonte
gtk-font-name = Sans 10

Localizações adicionais de tema:

Uma vez instalados, eles podem ser selecionados usando o Ajustes do GNOME ou GSettings - veja abaixo por comandos do GSettings:

Para o tema do GTK+:

$ gsettings set org.gnome.desktop.interface gtk-theme nome-do-tema

Para o tema de ícones:

$ gsettings set org.gnome.desktop.interface icon-theme nome-do-tema
Tema global escuro

GNOME vai usar o tema leve do Adwaita por padrão, porém uma variante escura deste tema (chamada de Tema global escuro) também existe e pode ser selecionada usando o Ajustes ou editando o arquivo de configurações do GTK+ 3 - veja GTK+#Dark theme variant. Alguns aplicativos, tal como o Visualizador de imagens (eog), usam o tema escuro por padrão. Deve-se observar que o tema global escuro só funciona com aplicativos GTK+ 3; alguns aplicativos GTK+ 3 só podem ter suporte parcial para o tema global escuro. Suporte no Qt e no GTK+ 2 ao tema global escuro podem ser adicionados no futuro.

Temas de gerenciador de janelas

O tema do gerenciador de janelas segue o tema do GTK+. O uso de org.gnome.desktop.wm.preferences theme está obsoleto e é ignorado.

Altura da barra de título
Nota: Aplicar essa configuração reduz a barra de título do terminal do GNOME e do Chromium, mas não parece ter efeito sobre o tamanho da barra de título do Nautilus.
~/.config/gtk-3.0/gtk.css
headerbar.default-decoration {
 padding-top: 0px;
 padding-bottom: 0px;
 min-height: 0px;
 font-size: 0.6em;
}

headerbar.default-decoration button.titlebutton {
 padding: 0px;
 min-height: 0px;
}

Veja [3] para mais informações.

Ordem de botão de barra de título

Para definir a ordem para o gerenciador de janelas do GNOME (Mutter, Metacity):

$ gsettings set org.gnome.desktop.wm.preferences button-layout ':minimize,maximize,close'
Dica: O caractere de dois pontos indica em qual lado da barra de título os botões de janela aparecerão.
Ocultar barra de título quando maximizado
  • Instale mutter-hide-legacy-decorationsAUR. Isso altera a configuração padrão no gerenciador de janelas, assim como oculta automaticamente a barra de título em aplicativos legados (sem barra de título) quando eles são maximizados ou colados lado a lado na lateral.
  • Instale maximusAUR. Para começar o aplicativo, execute maximus de um terminal. Ao executar, o daemon vai maximizar janelas automaticamente. Isso vai retirar decoração de janelas maximizadas e vai redecorá-las quando elas tiverem seu tamanho anterior restaurado. Se você não deseja que todas as janelas iniciem maximizadas, execute maximus -m. Note que isso só vai funcionar com janelas decoradas pelo gerenciador de janelas; aplicativos que usam decoração no lado do cliente, tal como o GNOME Arquivos, não terão decoração retirada ao maximizar.
Temas do GNOME Shell

O tema do GNOME Shell em si é configurável. Para usar um tema de Shell, primeiro assegure-se de que você tenha o pacote gnome-shell-extensions instalado. Então, habilite a extensão User Themes, pelo Ajustes do GNOME ou pela página web GNOME Shell Extensions. Temas de shell podem então ser carregadas e selecionadas usando Ajustes do GNOME.

Há vários temas de GNOME Shell disponíveis no AUR.

Temas de shell também pode ser baixados do gnome-look.org.

Ícones no menu

O esquema padrão do GNOME não exibe qualquer ícone nos menus. Para exibir ícones nos menus, execute o seguinte comando.

$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.xsettings overrides "{'Gtk/ButtonImages': <1>, 'Gtk/MenuImages': <1>}"

Área de trabalho

Várias configurações de área de trabalho podem ser aplicadas.

Ícones na área de trabalho

Até o GNOME 3.28, os ícones na área de trabalho eram fornecidos pelo Arquivos, que desenhava uma janela transparente sobre a área de trabalho contendo os ícones. A partir do GNOME 3.28 essa funcionalidade foi removida e os ícones da área de trabalho não estão mais disponíveis no GNOME. Possíveis soluções incluem o uso do Nemo (um fork do Arquivos que ainda possui a funcionalidade de ícones do desktop) ou a instalação do gnome-shell-extension-desktop-iconsAUR que replica parcialmente a funcionalidade do ícone do desktop disponível no GNOME 3.26 e abaixo. Para mais informações, consulte o seguinte tópico no fórum do Arch.

Tela de bloqueio e plano de fundo

Ao definir o plano de fundo da área de trabalho ou da tela de bloqueio, é importante notar que a aba Imagens são exibirá imagens localizadas na pasta /home/nome-de-usuário/Imagens. Se você deseja usar uma imagem não localizada nesta pasta, use os comandos indicados abaixo.

Para o plano de fundo da área de trabalho:

$ gsettings set org.gnome.desktop.background picture-uri 'file:///caminho/para/minha/imagem.jpg'

Para o plano de fundo da tela de bloqueio:

$ gsettings set org.gnome.desktop.screensaver picture-uri 'file:///caminho/para/minha/imagem.jpg'
Desabilitar o canto superior esquerdo ativo

Você pode desabilitar o cano superior esquerdo ativo com o pacote gnome-shell-extension-no-topleft-hot-cornerAUR.

Extensões

Nota: O plugin de navegador do GNOME Shell que permite que usuários instalem extensões do extensions.gnome.org funciona sem mais configurações para navegadores como o GNOME/Web. Para os navegadores Firefox, Google Chrome/Chromium, Opera e Vivaldi, é necessário instralar chrome-gnome-shell e a extensão de navegador apropriada.

GNOME Shell pode ser personalizado com extensões por usuário ou para todo o sistema.

O catálogo de extensões está disponível em extensions.gnome.org. Por um usuário, elas podem ser instaladas e ativadas no navegador definindo o botão no canto superior direito da tela para ON e clicando em Install no diálogo resultante (se a extensão em questão não estiver instalada). Após a instalação, é mostrar na aba extensions.gnome.org/local/, qual tem que ser visitado, assim como verificar por atualizações disponíveis. Extensões instaladas também podem ser habilitadas ou desabilitadas usando gnome-tweaks.

Mais informações sobre extensões do GNOME shell estão disponíveis na página de manual do GNOME Shell Extensions.

Instalar extensões por um pacote torna-os disponível para todos os usuários do sistema e automatiza o processo de atualização.

O pacote gnome-shell-extensions fornece um conjunto de extensões mantidas como parte do projeto GNOME (muitas das extensões incluídas são usadas pela sessão do GNOME Clássico).

Usuários que desejem uma barra de tarefas, mas não desejam usar a sessão do GNOME Clássico, podem querer habilitar a extensão Window list (fornecida pelo pacote gnome-shell-extensions).

A listagem de extensões atualmente habilitadas podem ser obtida com:

$ gsettings get org.gnome.shell enabled-extensions

Métodos de entrada

O GNOME possui suporte integrado para métodos de entrada por meio do IBus, só sendo necessário instalar ibus e o motor do método de entrada (ex.: ibus-libpinyin para Intelligent Pinyin); após a instalação, o motor de método de entrada podem ser adicionados como disposição de teclado nas configurações de "Idioma & região" do GNOME.

Fontes

Dica: Se você definiu o Fator de escala para um valor acima de 1.00, o menu de Acessibilidade será habilitado automaticamente.

Fontes podem ser definidas para Títulos de janelas, Interface (aplicativos), Documentos e Monoespaçada. Veja a aba Fontes no Ajustes para opções relevantes.

Para hinting, RGBA provavelmente é melhor por atender a maioria dos tipos de monitores. Se as fontes aparecerem bloqueadas demais, reduza hinting para Slight ou None.

Inicialização automática

O GNOME implementa XDG Autostart.

O Ajustes, gnome-tweaks, permite gerenciar entradas de de "autostart".

Dica: Se o botão de sinal de mais na seção de inicialização do Ajustes não estiver responsivo, tente iniciá-la a partir do terminal usando o seguinte comando: gnome-tweaks. Veja o seguinte tópico de fórum.
Nota: O diálogo obsoleto gnome-session-properties pode ser adicionado instalando o pacote gnome-session-propertiesAUR.

Energia

Quando você está usando um notebook, você pode querer alterar as seguintes configurações:

$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power sleep-inactive-ac-timeout 3600
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power sleep-inactive-ac-type hibernate
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power sleep-inactive-battery-timeout 1800
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power sleep-inactive-battery-type hibernate
$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.power power-button-action suspend
$ gsettings set org.gnome.desktop.lockdown disable-lock-screen true

Para manter o monitor ativo quando a tampa está fechada:

$ gsettings set org.gnome.settings-daemon.plugins.xrandr default-monitors-setup do-nothing

GNOME 3.24 tornou obsoletas as seguintes configurações:

org.gnome.settings-daemon.plugins.power button-hibernate
org.gnome.settings-daemon.plugins.power button-power
org.gnome.settings-daemon.plugins.power button-sleep
org.gnome.settings-daemon.plugins.power button-suspend
org.gnome.settings-daemon.plugins.power critical-battery-action
Configurar o comportamento do fechamento da tela de notebook

O Ajustes do GNOME é uma ferramenta que pode opcionalmente inibir a configuração do systemd para o evento de ACPI de fechar a tampa.[4] Para inibir a configuração, inicie a ferramenta de ajustes e, sob a aba energia, marque a opção Suspender quando a tampa do notebook é fechada. Isso significa que o ssitema fará nada ao fechar a tampa do notebook em vez de suspender - o comportamento padrão. Marcando essa configuração, cria ~/.config/autostart/ignore-lid-switch-tweak.desktop que vai iniciar automaticamente o inibidor da ferramenta Ajustes.

Se você não deseja suspender ou fazer nada ao fechar a tampa do notebook, você precisará se certificar de que a configuração acima não esteja marcada e, então, configure systemd com HandleLidSwitch=preferred_behaviour como descrito em Power management#ACPI events.

Alterar ação de nível crítico da bateria

O painel de configurações não fornece uma opção para alterar a ação de nível crítico de bateria. Essas configurações foram removidas também do dconf. Eles agora são gerenciados pelo upower. Edite as configurações do upower em /etc/UPower/UPower.conf. Encontre essas configurações e ajuste a suas necessidades.

/etc/UPower/UPower.conf
PercentageLow=10
PercentageCritical=3
PercentageAction=2
CriticalPowerAction=HybridSleep

Ordenar aplicativos em pastas de aplicativo (app)

Dica: O script gnome-catgen (gnome-catgen-gitAUR) permite que você gerencie as pastas por meio da criação de arquivos nos ~/.local/share/applications-categories nomeados após cada categoria e contendo uma lista de arquivos desktop pertencendo aos aplicativos que você gostaria de ter dentro. Opcionalmente, você pode fazê-lo passar por cada aplicativo sem uma pasta e inserir a categoria desejada até pressionar Ctrl+C ou acabarem os aplicativos.

No dconf-editor, navegue para org.gnome.desktop.app-folders e defina o valor de folder-children para um vetor de nomes de pastas separados por vírgula:

['Utilities', 'Sundry']

Adicione aplicativos usando gsettings:

$ gsettings set org.gnome.desktop.app-folders.folder:/org/gnome/desktop/app-folders/folders/Sundry/ apps "['alacarte.desktop', 'dconf-editor.desktop']"

Isso adiciona os aplicativos alacarte.desktop e dconf-editor.desktop à pasta Sundry. Isso também vai criar a pasta org.gnome.desktop.app-folders.folders.Sundry.

Para nomear a pasta (se ela não tiver um nome que aparece no topo dos aplicativos):

$ gsettings set org.gnome.desktop.app-folders.folder:/org/gnome/desktop/app-folders/folders/Sundry/ name "Sundry"

Aplicativos também podem ser ordenados por sua categoria (especificado em seus arquivos .desktop):

$ gsettings set org.gnome.desktop.app-folders.folder:/org/gnome/desktop/app-folders/folders/Sundry/ categories "['Office']"

Se certos aplicativos correspondendo a uma categoria não forem desejados em certa pasta, exclusões podem ser definidas:

$ gsettings set org.gnome.desktop.app-folders.folder:/org/gnome/desktop/app-folders/folders/Sundry/ excluded-apps "['libreoffice-draw.desktop']"

Para mais informações, veja o esquema app-folders.

Usar um gerenciador de janela diferente

GNOME Shell não oferece suporte a usar um gerenciador de janela diferente, porém o GNOME Flashback forence sessões para Metacity e Compiz. Além disso, é possível definir suas próprias sessões GNOME personalizadas que usam componentes alternativos.

Veja também