Difference between revisions of "Official repositories (Português)"

From ArchWiki
Jump to: navigation, search
(My New Page moved to Building a Fax machine on Archlinux: This is the real title corresponding to the content of the document)
 
(rm temporary i18n template)
(10 intermediate revisions by 6 users not shown)
Line 1: Line 1:
#REDIRECT [[Building a Fax machine on Archlinux]]
+
[[Category:Package management (Português)]]
 +
[[Category:About Arch (Português)]]
 +
[[cs:Official Repositories]]
 +
[[en:Official Repositories]]
 +
[[es:Official Repositories]]
 +
[[fr:Depots]]
 +
[[it:Official Repositories]]
 +
[[nl:Official Repositories]]
 +
[[ru:Official Repositories]]
 +
[[tr:Resmi_Depolar]]
 +
[[zh-CN:Official Repositories]]
 +
[[zh-TW:Official Repositories]]
 +
:''Uma vez que existe uma enorme confusão acerca dos repositórios de Arch, esta wiki tenta explicar o seu significado:''
 +
 
 +
= Revisão histórica =
 +
 
 +
A maioria das divisões ocorreram por razões históricas. Originalmente, quando esta distribuição tinha ainda muito poucos utilizadores, havia um só repositório, que hoje corresponde ao [core] -- chamado [official]. Este repositório era composto, basicamente, pelas aplicações favoritas do Judd, apesar de não ser esse o caso hoje em dia. Está desenhado de maneira a ter apenas um de cada "tipo" de programa -- um desktop environment, um browser, etc.
 +
 
 +
Nessa altura havia utilizadores que não gostavam das preferências de Judd, como o [[Arch Build System]] é tão simples de usar, começaram a criar os seus próprios pacotes. Estes pacotes foram para um repositório chamado [unofficial] e eram mantidos por programadores que não Judd. Os dois repositórios tornaram-se igualmente suportados pelos programadores e os nomes[oficial] e [unofficial] já não faziam sentido. Estes mudaram de nome para [current] e [extra], por volta do lançamento versão 0.5.
 +
Pouco depois do lançamento da 2007.08.1, [current] mudou para [core] para evitar confusões relativamente ao que realmente contém. Os repositórios são hoje bastante iguais aos olhos quer da equipa quer da comunidade, mas o [core] tem algumas diferenças, sendo que a principal é a de que os CDs de instalação têm os pacotes apenas do [core]. Este repositório dá um sistema GNU/Linux completo, mas pode não ser o que se quer.
 +
 
 +
Algures entre as versões 0.5 e 0.6, verificou-se que havia muitos pacotes que a equipa não queria manter. Um dos programadores (Xentac) configurou os "Repositórios de Utilizadores de Confiança (Trusted User Repositories)", que eram repositórios não-oficiais onde utilizadores de confiança (UC) podiam pôr os pacotes que criavam. Havia um repositório [staging] onde os pacotes podiam ser promovidos pela equipa para entrar nos repositórios oficiais, mas à parte disto a equipa e esses utilizadores eram mais ou menos de confiança.
 +
 
 +
Isto funcionou por algum tempo, excepto quando os utilizadores de confiança se cansaram dos seus repositórios e os restantes utilizadores queriam também partilhar os seus pacotes. Isto levou ao desenvolvimento do [https://aur.archlinux.org/ AUR]. Os utilizadores de confiança foram conglomerados num grupo bastante restrito e hoje mantêm em conjunto o repositório [community]. Os UC ainda são um grupo separado da equipa principal e não há muita comunicação entre eles. No entanto, pacotes populares são por vezes promovidos do [community] para o [extra]. O [https://aur.archlinux.org/ AUR] também que permite os restantes utilizadores submetam os seus [[PKGBUILD]]s para que outros os usem, se assim desejarem. Estes pacotes não são suportados, daí o repositório se chamar [unsupported], apesar de nenhuns binários serem distribuidos, pelo que o [unsupported] não é bem um repositório. Os UC podem adoptar pacotes do [unsupported] para o [community] à sua discrição, quer seja por o pacote ser popular ou por terem interesse em mantê-lo.
 +
 
 +
= Lista de repositórios =
 +
 
 +
== [core] ==
 +
 
 +
O repositório [core] pode ser encontrado no ''core/os/i686'' ou ''core/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Contém os pacotes principais de Arch e algum software adicional e irá fornecer um sistema básico totalmente funcional.
 +
 
 +
''O CD de Instalação não é mais do que um script de instalação e uma cópia do repositório [core]''
 +
 
 +
== [extra] ==
 +
 
 +
O repositório [extra] pode ser encontrado em ''extra/os/i686'' ou ''extra/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Contém todos os pacotes oficiais de Arch que não foram para o [core]. Por exemplo: X.org, gerenciadores de janela, servidores web, reprodutores de media, línguas como Python, Ruby e Perl, e bastante mais.
 +
 
 +
== [community] ==
 +
 
 +
O repositório [community] pode ser encontrado em ''community/os/i686'' ou ''community/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Este é mantido pelos  ''Utilizadores de Confiança (UC)'' e faz parte do ''Arch User Repository (AUR)''. Contém os pacotes do ''AUR'' com votos suficientes ou que tenham sido adoptados por um ''UC''.
 +
 
 +
== [testing] ==
 +
 
 +
O repositório [testing] pode ser encontrado em ''testing/os/i686'' ou ''testing/os/x86_64'' no teu mirror favorito. [testing] é especial. Este contém pacotes que são candidatos ao [core], [extra] ou ao [unstable]. Pacotes novos vão para o [testing] se:
 +
* podem danificar alguma coisa após o update e precisam de ser testados primeiro.
 +
* exigem outros pacotes para ser reconstruidos. Neste caso, todos os pacotes que precisam de ser reconstruidos são colocados no [testing] primeiro e quando todos estiverem concluidos, são movidos para o repositório respectivo.
 +
 
 +
[testing] é o único repositório que pode ter colisões nos nomes com outros repositórios oficiais. Se activo, tem de ser o primeiro listado no ficheiro {{ic|/etc/pacman.conf}}.
 +
 
 +
Cuidado ao activar o repositório [testing]. O teu sistema pode ficar danificado após updates com pacotes provenientes do [testing]. O seu uso deve estar limitado a uilizadores que sabem o que estão a fazer.
 +
 
 +
== [unsupported] ==
 +
 
 +
O repositório [unsupported] não é bem um repositório. Ao contrário dos outros repositórios, este não contém pacotes binários. É usado para referir a colecção [[PKGBUILD]]s no AUR que foram submetidos por utilizadores comuns, pelo que o [unsupported] não é verdeiramente oficial.
 +
Não se pode descarregar ou instalar pacotes do [unsupported] com o [[pacman]]. Tem de se descarreguegá-los manualmente e compilar os binários, ou usar um do popular [[AUR Helpers]] para fazer isso automaticamente.

Revision as of 09:08, 17 June 2012

Uma vez que existe uma enorme confusão acerca dos repositórios de Arch, esta wiki tenta explicar o seu significado:

Revisão histórica

A maioria das divisões ocorreram por razões históricas. Originalmente, quando esta distribuição tinha ainda muito poucos utilizadores, havia um só repositório, que hoje corresponde ao [core] -- chamado [official]. Este repositório era composto, basicamente, pelas aplicações favoritas do Judd, apesar de não ser esse o caso hoje em dia. Está desenhado de maneira a ter apenas um de cada "tipo" de programa -- um desktop environment, um browser, etc.

Nessa altura havia utilizadores que não gostavam das preferências de Judd, como o Arch Build System é tão simples de usar, começaram a criar os seus próprios pacotes. Estes pacotes foram para um repositório chamado [unofficial] e eram mantidos por programadores que não Judd. Os dois repositórios tornaram-se igualmente suportados pelos programadores e os nomes[oficial] e [unofficial] já não faziam sentido. Estes mudaram de nome para [current] e [extra], por volta do lançamento versão 0.5. Pouco depois do lançamento da 2007.08.1, [current] mudou para [core] para evitar confusões relativamente ao que realmente contém. Os repositórios são hoje bastante iguais aos olhos quer da equipa quer da comunidade, mas o [core] tem algumas diferenças, sendo que a principal é a de que os CDs de instalação têm os pacotes apenas do [core]. Este repositório dá um sistema GNU/Linux completo, mas pode não ser o que se quer.

Algures entre as versões 0.5 e 0.6, verificou-se que havia muitos pacotes que a equipa não queria manter. Um dos programadores (Xentac) configurou os "Repositórios de Utilizadores de Confiança (Trusted User Repositories)", que eram repositórios não-oficiais onde utilizadores de confiança (UC) podiam pôr os pacotes que criavam. Havia um repositório [staging] onde os pacotes podiam ser promovidos pela equipa para entrar nos repositórios oficiais, mas à parte disto a equipa e esses utilizadores eram mais ou menos de confiança.

Isto funcionou por algum tempo, excepto quando os utilizadores de confiança se cansaram dos seus repositórios e os restantes utilizadores queriam também partilhar os seus pacotes. Isto levou ao desenvolvimento do AUR. Os utilizadores de confiança foram conglomerados num grupo bastante restrito e hoje mantêm em conjunto o repositório [community]. Os UC ainda são um grupo separado da equipa principal e não há muita comunicação entre eles. No entanto, pacotes populares são por vezes promovidos do [community] para o [extra]. O AUR também que permite os restantes utilizadores submetam os seus PKGBUILDs para que outros os usem, se assim desejarem. Estes pacotes não são suportados, daí o repositório se chamar [unsupported], apesar de nenhuns binários serem distribuidos, pelo que o [unsupported] não é bem um repositório. Os UC podem adoptar pacotes do [unsupported] para o [community] à sua discrição, quer seja por o pacote ser popular ou por terem interesse em mantê-lo.

Lista de repositórios

[core]

O repositório [core] pode ser encontrado no core/os/i686 ou core/os/x86_64 no teu mirror favorito. Contém os pacotes principais de Arch e algum software adicional e irá fornecer um sistema básico totalmente funcional.

O CD de Instalação não é mais do que um script de instalação e uma cópia do repositório [core]

[extra]

O repositório [extra] pode ser encontrado em extra/os/i686 ou extra/os/x86_64 no teu mirror favorito. Contém todos os pacotes oficiais de Arch que não foram para o [core]. Por exemplo: X.org, gerenciadores de janela, servidores web, reprodutores de media, línguas como Python, Ruby e Perl, e bastante mais.

[community]

O repositório [community] pode ser encontrado em community/os/i686 ou community/os/x86_64 no teu mirror favorito. Este é mantido pelos Utilizadores de Confiança (UC) e faz parte do Arch User Repository (AUR). Contém os pacotes do AUR com votos suficientes ou que tenham sido adoptados por um UC.

[testing]

O repositório [testing] pode ser encontrado em testing/os/i686 ou testing/os/x86_64 no teu mirror favorito. [testing] é especial. Este contém pacotes que são candidatos ao [core], [extra] ou ao [unstable]. Pacotes novos vão para o [testing] se:

  • podem danificar alguma coisa após o update e precisam de ser testados primeiro.
  • exigem outros pacotes para ser reconstruidos. Neste caso, todos os pacotes que precisam de ser reconstruidos são colocados no [testing] primeiro e quando todos estiverem concluidos, são movidos para o repositório respectivo.

[testing] é o único repositório que pode ter colisões nos nomes com outros repositórios oficiais. Se activo, tem de ser o primeiro listado no ficheiro /etc/pacman.conf.

Cuidado ao activar o repositório [testing]. O teu sistema pode ficar danificado após updates com pacotes provenientes do [testing]. O seu uso deve estar limitado a uilizadores que sabem o que estão a fazer.

[unsupported]

O repositório [unsupported] não é bem um repositório. Ao contrário dos outros repositórios, este não contém pacotes binários. É usado para referir a colecção PKGBUILDs no AUR que foram submetidos por utilizadores comuns, pelo que o [unsupported] não é verdeiramente oficial. Não se pode descarregar ou instalar pacotes do [unsupported] com o pacman. Tem de se descarreguegá-los manualmente e compilar os binários, ou usar um do popular AUR Helpers para fazer isso automaticamente.