Difference between revisions of "Official repositories (Português)"

From ArchWiki
Jump to: navigation, search
(rm temporary i18n template)
(9 intermediate revisions by 6 users not shown)
Line 1: Line 1:
[[Category:Gestão de pacotes (Português)]]
+
[[Category:Package management (Português)]]
[[Category:Sobre Arch (Português)]]
+
[[Category:About Arch (Português)]]
[[Category:Geral (Português)]]
+
[[cs:Official Repositories]]
{{i18n_links_start}}
+
[[en:Official Repositories]]
{{i18n_entry|English|Official Repositories}}
+
[[es:Official Repositories]]
{{i18n_entry|Česky|Oficiální repozitáře (Česky)}}
+
[[fr:Depots]]
{{i18n_entry|Español|Repositorios Oficiales}}
+
[[it:Official Repositories]]
{{i18n_entry|Italiano|Official_Repositories_(Italiano)}}
+
[[nl:Official Repositories]]
{{i18n_entry|简体中文|官方软件仓库}}
+
[[ru:Official Repositories]]
{{il8n_entry|Português|My New Page}}
+
[[tr:Resmi_Depolar]]
{{i18n_links_end}}
+
[[zh-CN:Official Repositories]]
 
+
[[zh-TW:Official Repositories]]
 
:''Uma vez que existe uma enorme confusão acerca dos repositórios de Arch, esta wiki tenta explicar o seu significado:''
 
:''Uma vez que existe uma enorme confusão acerca dos repositórios de Arch, esta wiki tenta explicar o seu significado:''
  
 
= Revisão histórica =
 
= Revisão histórica =
  
A maioria das divisões ocorreram por razões históricas. Originalmente, quando esta distro era tinha apenas alguns utilizadores, havia um só repositório, que hoje corresponde ao [core] -- chamado [official]. Este repositório era composto, basicamente, pelas aplicações favoritas do Judd, apesar de não ser esse o caso hoje em dia. Está desenhado de maneira a ter apenas um de cada "tipo" de programa -- um desktop environment, um browser, etc.
+
A maioria das divisões ocorreram por razões históricas. Originalmente, quando esta distribuição tinha ainda muito poucos utilizadores, havia um só repositório, que hoje corresponde ao [core] -- chamado [official]. Este repositório era composto, basicamente, pelas aplicações favoritas do Judd, apesar de não ser esse o caso hoje em dia. Está desenhado de maneira a ter apenas um de cada "tipo" de programa -- um desktop environment, um browser, etc.
  
Nessa altura havia utilizadores que não gostava das preferências de Judd, portanto como o [[ABS - The Arch Build System | ABS]] é tão simples de usar, começaram a criar os seus próprios pacotes. Estes pacotes foram para um repositório chamado [unofficial], e eram mantidos por programadores que não Judd. Eventualmente, os dois repositórios tornaram-se igualmente suportados pelos programadores e [oficial] e [unofficial] já não faziam sentido. Estes mudaram de nome para [current] e [extra], por volta da versão 0.6
+
Nessa altura havia utilizadores que não gostavam das preferências de Judd, como o [[Arch Build System]] é tão simples de usar, começaram a criar os seus próprios pacotes. Estes pacotes foram para um repositório chamado [unofficial] e eram mantidos por programadores que não Judd. Os dois repositórios tornaram-se igualmente suportados pelos programadores e os nomes[oficial] e [unofficial] já não faziam sentido. Estes mudaram de nome para [current] e [extra], por volta do lançamento versão 0.5.
Pouco depois do lançamento da 2007.08.1, [current] mudou para [core] para evitar confusões relativamente ao que realmente contém. Os repositórios são hoje bastante iguais aos olhos quer da equipa quer da comunidade, mas o [core] tem algumas diferenças, sendo que a principal é a de que os CDs de instalação têm os pacotes apenas do [core]. Este repositório dá-te um sistema GNU/Linux completo, mas pode não ser o que tu queres.
+
Pouco depois do lançamento da 2007.08.1, [current] mudou para [core] para evitar confusões relativamente ao que realmente contém. Os repositórios são hoje bastante iguais aos olhos quer da equipa quer da comunidade, mas o [core] tem algumas diferenças, sendo que a principal é a de que os CDs de instalação têm os pacotes apenas do [core]. Este repositório dá um sistema GNU/Linux completo, mas pode não ser o que se quer.
  
Algures entre as versões 0.5 e 0.6, verificou-se que havia muitos pacotes que a equipa não queria suportar. Um dos programadores (Xentac) configurou os "Repositórios de Utilizadores de Confiança", que eram basicamente repositórios não oficiais onde utilizadores de confiança podiam pôr os pacotes que criavam. Havia um repositório [staging] onde os pacotes podiam ser promovidos pela equipa para entrar nos repositórios oficiais mas, aparte disto, a equipa e esses utilizadores eram bem distintos.
+
Algures entre as versões 0.5 e 0.6, verificou-se que havia muitos pacotes que a equipa não queria manter. Um dos programadores (Xentac) configurou os "Repositórios de Utilizadores de Confiança (Trusted User Repositories)", que eram repositórios não-oficiais onde utilizadores de confiança (UC) podiam pôr os pacotes que criavam. Havia um repositório [staging] onde os pacotes podiam ser promovidos pela equipa para entrar nos repositórios oficiais, mas à parte disto a equipa e esses utilizadores eram mais ou menos de confiança.
  
Isto funcionou por algum tempo, excepto quando os utilizadores de confiança se cansaram dos seus repositórios e os restantes utilizadores queriam também partilhar os seus pacotes. Isto levou à criação do [http://aur.archlinux.org/ AUR]. Os utilizadores de confiança foram conglomerados num grupo bastante restrito, e hoje mantém em conjunto o repositório [community]. Os UC ainda são um grupo separado da equipa principal, e não há muita comunicação entre eles. No entanto, pacotes populares são por vezes promovidos do [community] para o [extra]. O [http://aur.archlinux.org/ AUR] também que permite os restantes utilizadores submetam os seus [http://wiki.archlinux.org/index.php/PKGBUILD PKGBUILDs] para que outros os usem, se assim desejarem. Estes pacotes não são suportados, daí o repositório se chamar [unsupported], apesar de nenhuns binários serem distribuidos, pelo que [unsupported] não é bem um repositório. Os UC podem adoptar pacotes do [unsupported] para o [community] à sua discrição, quer seja por o pacote ser popular ou por terem interesse em mantê-lo.
+
Isto funcionou por algum tempo, excepto quando os utilizadores de confiança se cansaram dos seus repositórios e os restantes utilizadores queriam também partilhar os seus pacotes. Isto levou ao desenvolvimento do [https://aur.archlinux.org/ AUR]. Os utilizadores de confiança foram conglomerados num grupo bastante restrito e hoje mantêm em conjunto o repositório [community]. Os UC ainda são um grupo separado da equipa principal e não há muita comunicação entre eles. No entanto, pacotes populares são por vezes promovidos do [community] para o [extra]. O [https://aur.archlinux.org/ AUR] também que permite os restantes utilizadores submetam os seus [[PKGBUILD]]s para que outros os usem, se assim desejarem. Estes pacotes não são suportados, daí o repositório se chamar [unsupported], apesar de nenhuns binários serem distribuidos, pelo que o [unsupported] não é bem um repositório. Os UC podem adoptar pacotes do [unsupported] para o [community] à sua discrição, quer seja por o pacote ser popular ou por terem interesse em mantê-lo.
  
 
= Lista de repositórios =
 
= Lista de repositórios =
Line 28: Line 28:
 
== [core] ==
 
== [core] ==
  
O repositório [core] pode ser encontrado em ''core/os/i686'' ou ''core/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Contém os pacotes principais de Arch e algum software adicional, com a filosofia de "um de cada tipo", por forma a conter um editor de texto, um gestor de janelas, um browser, etc. Claro que a filosofia não é seguida completamente à risca.
+
O repositório [core] pode ser encontrado no ''core/os/i686'' ou ''core/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Contém os pacotes principais de Arch e algum software adicional e irá fornecer um sistema básico totalmente funcional.
  
 
''O CD de Instalação não é mais do que um script de instalação e uma cópia do repositório [core]''
 
''O CD de Instalação não é mais do que um script de instalação e uma cópia do repositório [core]''
Line 34: Line 34:
 
== [extra] ==
 
== [extra] ==
  
O repositório [extra] pode ser encontrado em ''extra/os/i686'' ou ''extra/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Contém todos os pacotes oficiais de Arch que não foram para o [core]. Pacotes importantes como KDE, GNOME ou mesmo X.Org estão neste repositório.
+
O repositório [extra] pode ser encontrado em ''extra/os/i686'' ou ''extra/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Contém todos os pacotes oficiais de Arch que não foram para o [core]. Por exemplo: X.org, gerenciadores de janela, servidores web, reprodutores de media, línguas como Python, Ruby e Perl, e bastante mais.
  
== [unstable] ==
+
== [community] ==
  
O repositório [unstable] pode ser encontrado em ''unstable/os/i686'' ou ''unstable/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Este repositório contém software instável e experimental em especial se uma determinada versão de um pacote se tornou popular por algum motivo, como versões BETA do Firefox/Opera ou mesmo drivers do Kernel e versões -svn.
+
O repositório [community] pode ser encontrado em ''community/os/i686'' ou ''community/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Este é mantido pelos  ''Utilizadores de Confiança (UC)'' e faz parte do ''Arch User Repository (AUR)''. Contém os pacotes do ''AUR'' com votos suficientes ou que tenham sido adoptados por um ''UC''.
 
+
Ao contrário da crença dos utilizadores, é perfeitamente seguro activar o repositório [unstable], uma vez que não há colisões com o [core] ou o [extra]. Isto significa que os pacotes do [unstable] são instalados se e só se o utilizador o indicar explicitamente.
+
  
 
== [testing] ==
 
== [testing] ==
  
 
O repositório [testing] pode ser encontrado em ''testing/os/i686'' ou ''testing/os/x86_64'' no teu mirror favorito. [testing] é especial. Este contém pacotes que são candidatos ao [core], [extra] ou ao [unstable]. Pacotes novos vão para o [testing] se:
 
O repositório [testing] pode ser encontrado em ''testing/os/i686'' ou ''testing/os/x86_64'' no teu mirror favorito. [testing] é especial. Este contém pacotes que são candidatos ao [core], [extra] ou ao [unstable]. Pacotes novos vão para o [testing] se:
* podem danificar alguma coisa após o update e precisam de ser testados primeiro
+
* podem danificar alguma coisa após o update e precisam de ser testados primeiro.
 
* exigem outros pacotes para ser reconstruidos. Neste caso, todos os pacotes que precisam de ser reconstruidos são colocados no [testing] primeiro e quando todos estiverem concluidos, são movidos para o repositório respectivo.
 
* exigem outros pacotes para ser reconstruidos. Neste caso, todos os pacotes que precisam de ser reconstruidos são colocados no [testing] primeiro e quando todos estiverem concluidos, são movidos para o repositório respectivo.
  
[testing] é o único repositório que pode ter colisões nos nomes com outros repositórios oficiais. Se activo, tem de ser o primeiro listado no ficheiro ''pacman.conf''.
+
[testing] é o único repositório que pode ter colisões nos nomes com outros repositórios oficiais. Se activo, tem de ser o primeiro listado no ficheiro {{ic|/etc/pacman.conf}}.
  
 
Cuidado ao activar o repositório [testing]. O teu sistema pode ficar danificado após updates com pacotes provenientes do [testing]. O seu uso deve estar limitado a uilizadores que sabem o que estão a fazer.
 
Cuidado ao activar o repositório [testing]. O teu sistema pode ficar danificado após updates com pacotes provenientes do [testing]. O seu uso deve estar limitado a uilizadores que sabem o que estão a fazer.
 
== [community] ==
 
 
O repositório [community] pode ser encontrado em ''community/os/i686'' ou ''community/os/x86_64'' no teu mirror favorito. Este é mantido pelos  ''Utilizadores de Confiança (UC)'' e faz parte do ''Arch User Repository (AUR)''. Contém os pacotes do ''AUR'' com votos suficientes ou que tenham sido adoptados por um ''UC''.
 
  
 
== [unsupported] ==
 
== [unsupported] ==
  
O repositório [unsupported] não é bem um repositório. Ao contrário dos outros repositórios, este não contém pacotes binários. É usado para referir a colecção de [http://wiki.archlinux.org/index.php/PKGBUILD PKGBUILDs] no AUR que foram submetidos por utilizadores comuns, pelo que o [unsupported] não é oficial.
+
O repositório [unsupported] não é bem um repositório. Ao contrário dos outros repositórios, este não contém pacotes binários. É usado para referir a colecção [[PKGBUILD]]s no AUR que foram submetidos por utilizadores comuns, pelo que o [unsupported] não é verdeiramente oficial.
 +
Não se pode descarregar ou instalar pacotes do [unsupported] com o [[pacman]]. Tem de se descarreguegá-los manualmente e compilar os binários, ou usar um do popular [[AUR Helpers]] para fazer isso automaticamente.

Revision as of 09:08, 17 June 2012

Uma vez que existe uma enorme confusão acerca dos repositórios de Arch, esta wiki tenta explicar o seu significado:

Revisão histórica

A maioria das divisões ocorreram por razões históricas. Originalmente, quando esta distribuição tinha ainda muito poucos utilizadores, havia um só repositório, que hoje corresponde ao [core] -- chamado [official]. Este repositório era composto, basicamente, pelas aplicações favoritas do Judd, apesar de não ser esse o caso hoje em dia. Está desenhado de maneira a ter apenas um de cada "tipo" de programa -- um desktop environment, um browser, etc.

Nessa altura havia utilizadores que não gostavam das preferências de Judd, como o Arch Build System é tão simples de usar, começaram a criar os seus próprios pacotes. Estes pacotes foram para um repositório chamado [unofficial] e eram mantidos por programadores que não Judd. Os dois repositórios tornaram-se igualmente suportados pelos programadores e os nomes[oficial] e [unofficial] já não faziam sentido. Estes mudaram de nome para [current] e [extra], por volta do lançamento versão 0.5. Pouco depois do lançamento da 2007.08.1, [current] mudou para [core] para evitar confusões relativamente ao que realmente contém. Os repositórios são hoje bastante iguais aos olhos quer da equipa quer da comunidade, mas o [core] tem algumas diferenças, sendo que a principal é a de que os CDs de instalação têm os pacotes apenas do [core]. Este repositório dá um sistema GNU/Linux completo, mas pode não ser o que se quer.

Algures entre as versões 0.5 e 0.6, verificou-se que havia muitos pacotes que a equipa não queria manter. Um dos programadores (Xentac) configurou os "Repositórios de Utilizadores de Confiança (Trusted User Repositories)", que eram repositórios não-oficiais onde utilizadores de confiança (UC) podiam pôr os pacotes que criavam. Havia um repositório [staging] onde os pacotes podiam ser promovidos pela equipa para entrar nos repositórios oficiais, mas à parte disto a equipa e esses utilizadores eram mais ou menos de confiança.

Isto funcionou por algum tempo, excepto quando os utilizadores de confiança se cansaram dos seus repositórios e os restantes utilizadores queriam também partilhar os seus pacotes. Isto levou ao desenvolvimento do AUR. Os utilizadores de confiança foram conglomerados num grupo bastante restrito e hoje mantêm em conjunto o repositório [community]. Os UC ainda são um grupo separado da equipa principal e não há muita comunicação entre eles. No entanto, pacotes populares são por vezes promovidos do [community] para o [extra]. O AUR também que permite os restantes utilizadores submetam os seus PKGBUILDs para que outros os usem, se assim desejarem. Estes pacotes não são suportados, daí o repositório se chamar [unsupported], apesar de nenhuns binários serem distribuidos, pelo que o [unsupported] não é bem um repositório. Os UC podem adoptar pacotes do [unsupported] para o [community] à sua discrição, quer seja por o pacote ser popular ou por terem interesse em mantê-lo.

Lista de repositórios

[core]

O repositório [core] pode ser encontrado no core/os/i686 ou core/os/x86_64 no teu mirror favorito. Contém os pacotes principais de Arch e algum software adicional e irá fornecer um sistema básico totalmente funcional.

O CD de Instalação não é mais do que um script de instalação e uma cópia do repositório [core]

[extra]

O repositório [extra] pode ser encontrado em extra/os/i686 ou extra/os/x86_64 no teu mirror favorito. Contém todos os pacotes oficiais de Arch que não foram para o [core]. Por exemplo: X.org, gerenciadores de janela, servidores web, reprodutores de media, línguas como Python, Ruby e Perl, e bastante mais.

[community]

O repositório [community] pode ser encontrado em community/os/i686 ou community/os/x86_64 no teu mirror favorito. Este é mantido pelos Utilizadores de Confiança (UC) e faz parte do Arch User Repository (AUR). Contém os pacotes do AUR com votos suficientes ou que tenham sido adoptados por um UC.

[testing]

O repositório [testing] pode ser encontrado em testing/os/i686 ou testing/os/x86_64 no teu mirror favorito. [testing] é especial. Este contém pacotes que são candidatos ao [core], [extra] ou ao [unstable]. Pacotes novos vão para o [testing] se:

  • podem danificar alguma coisa após o update e precisam de ser testados primeiro.
  • exigem outros pacotes para ser reconstruidos. Neste caso, todos os pacotes que precisam de ser reconstruidos são colocados no [testing] primeiro e quando todos estiverem concluidos, são movidos para o repositório respectivo.

[testing] é o único repositório que pode ter colisões nos nomes com outros repositórios oficiais. Se activo, tem de ser o primeiro listado no ficheiro /etc/pacman.conf.

Cuidado ao activar o repositório [testing]. O teu sistema pode ficar danificado após updates com pacotes provenientes do [testing]. O seu uso deve estar limitado a uilizadores que sabem o que estão a fazer.

[unsupported]

O repositório [unsupported] não é bem um repositório. Ao contrário dos outros repositórios, este não contém pacotes binários. É usado para referir a colecção PKGBUILDs no AUR que foram submetidos por utilizadores comuns, pelo que o [unsupported] não é verdeiramente oficial. Não se pode descarregar ou instalar pacotes do [unsupported] com o pacman. Tem de se descarreguegá-los manualmente e compilar os binários, ou usar um do popular AUR Helpers para fazer isso automaticamente.