Difference between revisions of "PulseAudio (Português)"

From ArchWiki
Jump to: navigation, search
(update templates, see Help:Style)
(rm temporary i18n template)
(One intermediate revision by the same user not shown)
Line 1: Line 1:
 
[[Category:Português]]
 
[[Category:Português]]
{{i18n|PulseAudio}}
+
[[cs:PulseAudio]]
 
+
[[en:PulseAudio]]
 +
[[es:PulseAudio]]
 +
[[fr:PulseAudio]]
 +
[[it:PulseAudio]]
 +
[[ru:PulseAudio]]
 +
[[tr:PulseAudio]]
 
'''PulseAudio''' (antigo Polypaudio) é um servidor de som em rede multi-plataforma , comumente usado em sistemas baseados no Linux e FreeBSD. Ele pode ser usado como um substituo melhorado do Enlightened Sound Daemon (ESD).
 
'''PulseAudio''' (antigo Polypaudio) é um servidor de som em rede multi-plataforma , comumente usado em sistemas baseados no Linux e FreeBSD. Ele pode ser usado como um substituo melhorado do Enlightened Sound Daemon (ESD).
  

Revision as of 14:01, 15 June 2012

PulseAudio (antigo Polypaudio) é um servidor de som em rede multi-plataforma , comumente usado em sistemas baseados no Linux e FreeBSD. Ele pode ser usado como um substituo melhorado do Enlightened Sound Daemon (ESD).

PulseAudio roda em sistemas Microsoft Windows e POSIX-compliant, como o Linux e FreeBSD. PulseAudio é um software livre lançado sobre os termos da GNU Lesser General Public License.

Fonte: Wikipédia

Instalação

Para instalar o PulseAudio:

# pacman -S pulseaudio

Opcionalmente você pode instalar alguns frontends escritos em GTK:

# pacman -S paprefs pavucontrol

Executando

O PulseAudio pode ser iniciado usando:

$ pulseaudio --start

Ou se você usa o X11:

$ start-pulseaudio-x11

Isso vai iniciar o PulseAudio com os plugins para o X11.

No KDE você pode usar o comando:

$ start-pulseaudio-kde

Isso permite que você veja cada um dos dispositivos de áudio no Configurações do sistema->Multimídia->Phonon.

Você pode parar o PulseAudio usando:

$ pulseaudio --kill

Note que em alguns Desktops Environments como o KDE e o GNOME, o PulseAudio será iniciado durante o login.

Configuração dos Backends

ALSA

Para aplicativos que não suportam o PulseAudio mas suportam o ALSA é recomendado instalar o plugin do PulseAudio para o ALSA. O jeito mais simples de fazê-lo é instalando o pacote pulseaudio-alsa.

# pacman -S pulseaudio-alsa

Esse pacote inclui o /etc/asound.conf necessário para configurar o ALSA para usar o PulseAudio.

Se você usa o Arch x86_64 e quer ter som em programas 32-bits (como o Wine), lembre-se de instalar o lib32-libpulse e o lib32-alsa-plugins também.

Para evitar que aplicativos usem a emulação do OSS via ALSA e assim transpassando o PulseAudio (prevenindo outros aplicativos de tocar som), remova o módulo snd_pcm_oss executando:

# rmmod snd_pcm_oss

Depois, coloque o módulo na lista negra (blacklist) adicionando !snd_pcm_oss na parte MODULES do arquivo /etc/rc.conf.

OSS

Existem várias maneiras de fazer programas que só funcionam com OSS rodarem no PulseAudio:

osspd

Esse é o jeito mais simples.

Instale o ossp e inicie-o digitando:

# /etc/rc.d/osspd start

Depois, adicione-o na linha DAEMONS do arquivo /etc/rc.conf.

padsp wrapper

Se você tem um programa que usa o OSS você pode fazê-lo funcionar com o PulseAudio iniciando-o com o padsp:

$ padsp OSSprogram

Alguns exemplos:

$ padsp aumix
$ padsp sox foo.wav -t ossdsp /dev/dsp

Se você preferir você pode renomear seu programa OSS e substituí-lo com um script como esse:

/usr/bin/OSSProgram
#!/bin/sh
if test -x /usr/bin/padsp; then
    exec /usr/bin/padsp /usr/bin/OSSprogram-bin "$@"
else
    exec /usr/bin/OSSprogram "$@"
fi

GStreamer

Para fazer o GStreamer usar o PulseAudio, execute gstreamer-properties (parte do pacote gnome-media) e selecione Servidor de som PulseAudio tanto na Saída como Entrada padrão. Alternativamente, isso pode ser feito setando as variáveis /system/gstreamer/0.10/default/audiosink para pulsesink e /system/gstreamer/0.10/default/audiosrc para pulsesrc no gconf2:

 $ gconftool-2 -t string --set /system/gstreamer/0.10/default/audiosink pulsesink
 $ gconftool-2 -t string --set /system/gstreamer/0.10/default/audiosrc pulsesrc

Algumas aplicações (como o Rhythmbox) ignoram a propriedade audiosink, usando a propriedade musicaudiosink, que não pode ser configurada usando o gstreamer-properties e precisa ser setada manualmente usando o gconf-editor ou gconftool-2:

 $ gconftool-2 -t string --set /system/gstreamer/0.10/default/musicaudiosink pulsesink

OpenAL

OpenAL deve usar o PulseAudio por padrão, mas você pode configurar explicitamente para usá-lo em:
/etc/openal/alsoft.conf
drivers=pulse,alsa

libao

Edite a seguinte linha no arquivo de configuração do libao:

/etc/libao.conf
default_driver=pulse

PortAudio

A versão atual do PortAudio no repositório community não suporta o PulseAudio. Isso pode ser arrumado compilando o PortAudio do ABS e aplicando esse patch ao código.

ESD

PulseAudio substitui o enlightened sound daemon (ESD). Enquanto o PulseAudio estiver rodando, clientes ESD devem ser capazes de usá-lo sem configurações adicionais.

Desktop Environments

X11 bell

Para fazer o PulseAudio tocar um som quando um evento do X11 acontecer (ex.: fazer seu terminal fazer 'Ping!' ao invés de 'Beep!'), adicione o seguinte no arquivo /etc/pulse/default.pa:

load-sample-lazy x11-bell /usr/share/sounds/freedesktop/stereo/dialog-error.ogg
load-module module-x11-bell sample=x11-bell 

Você também pode usar outro som. dialog-error.ogg faz parte do pacote sound-theme-freedesktop.

GNOME

Para obter integração completa do GNOME com o PulseAudio você deve instalar os seguintes pacotes:

  • gnome-media-pulse
  • gnome-settings-daemon-pulse
  • libcanberra-pulse

Eles fazem parte do grupo pulseaudio-gnome.

KDE 3

PulseAudio não é um substituto para o aRts. Se você usa o KDE 3 não é possível usar o PulseAudio por enquanto.

KDE 4 e Qt4

Se tudo ocorreu bem não é necessário fazer nenhuma configuração adicional no KDE 4.

Aplicativos

Audacious

Audacious tem suporte nativo ao PulseAudio. Para usá-lo você deve setar nas preferências do Audacious (Ctrl + P) -> Áudio -> Plugin de saída atual para 'PulseAudio Output Plugin'.

mpd

Você vai precisar configurar o mpd para usar o PulseAudio.

Se você roda o daemon no modo system-wide, você vai precisar adicionar o usuário mpd no grupo pulse-access para conseguir fazer o mpd se conectar ao daemon.

Num desktop, executar o mpd com o seu usuário e não com o mpd é preferível.

MPlayer

O MPlayer tem suporte nativo ao PulseAudio usando a opção "-ao=pulse". Também é possível configurar o PulseAudio para ser a saída de áudio padrão, em ~/.mplayer/config para cada usuário, ou /etc/mplayer/mplayer.conf para o sistema inteiro:

/etc/mplayer/mplayer.conf
ao=pulse

Configurações alternativas

Sistemas surround

Várias pessoas tem uma placa de som surround, mas só usam dois canais, então o PulseAudio não pode usar como padrão uma configuração surround. Para habilitar todos os canais, edite o arquivo /etc/pulse/daemon.conf: descomente a linha 'default-sample-channels' (remova o ponto-e-vírgula do início da linha) e sete o valor para 6 se você tiver um sistema 5.1 ou 8 se você tiver um sistema 7.1 e assim por diante.

# Padrão
default-sample-channels=2
# Para 5.1
default-sample-channels=6
# Para 7.1
default-sample-channels=8

Depois de fazer a mudança, você deve reiniciar o PulseAudio.

Gravar de fonte monitora

Para conseguir gravar a partir de uma fonte monitora (a.k.a. "O-que-você-ouve", "Stereo Mix"), use pactl list para achar o nome da fonte no PulseAudio (ex. alsa_output.pci-0000_00_1b.0.analog-stereo.monitor). Então adicione algo como o seguinte no /etc/asound.conf or ~/.asoundrc:

pcm.pulse_monitor {
  type pulse
  device alsa_output.pci-0000_00_1b.0.analog-stereo.monitor
}

ctl.pulse_monitor {
  type pulse
  device alsa_output.pci-0000_00_1b.0.analog-stereo.monitor
}

Agora você pode selecionar o pulse_monitor como uma fonte de gravação.

PulseAudio via rede

Um dos recursos mais interessantes do PulseAudio é a possibilidade de fazer streams de áudio dos clientes via TCP até o servidor rodando o daemon do PulseAudio, permitindo que sons sejam transmitidos via LAN.

Para conseguir isso, é necessário ativar o module-native-protocol-tcp, e copiar o pulse-cookie nos clientes.

Suporte TCP (som via rede)

Tango-view-refresh-red.pngThis article or section is out of date.Tango-view-refresh-red.png

Reason: please use the first argument of the template to provide a brief explanation. (Discuss in Talk:PulseAudio (Português)#)

Para ativar o módulo TCP, adicione isso (ou descomente, se já estiver aí) /etc/pulse/default.pa:

load-module module-native-protocol-tcp

Para permitir conexões remotas ao módulo TCP, você também tem que desbloquear o serviço em /etc/hosts.allow com a seguinte linha:

pulseaudio-native: ALL

Publicação Zeroconf (Avahi)

Para o servidor remoto do PulseAudio aparecer no PulseAudio Device Chooser (padevchooser), você também vai precisar adicionar o avahi-daemon na linha DAEMONS do seu rc.conf tanto no servidor quanto nos clientes.

Trocando o servidor PulseAudio usado por clientes X locais

Para trocar entre servidores no cliente a partir do X, o comando pax11publish pode ser usado. Por exemplo, para trocar do servidor padrão para um servidor no hostname foo:

$ pax11publish -e -S foo

Ou para voltar ao servidor padrão:

$ pax11publish -e -r

Note que para a troca se efetive, os programas que usam o PulseAudio devem ser reiniciados.

Pulseaudio via OSS

Adicione a seguinte linha no /etc/pulse/default.pa:

 load-module module-oss

Então inicie o PulseAudio como usual.

Soluções de problemas

Sem som depois da instalação

Sem placa de som

Se o PulseAudio inicie, rode pacmd list. Se nenhuma placa de som for reportada, confira se seus dispositivos ALSA não estão em uso:

$ fuser -v /dev/snd/*
$ fuser -v /dev/dsp

Tenha certeza que qualquer aplicativo usando pcm ou dsp está desligado antes de reiniciar o PulseAudio.

Dispositivo de som mudo

Se você não teve nenhum áudio enquanto usava o ALSA como seu dispositivo padrão, talvez você tenha que remover o mudo da sua placa de som. Para isso, você vai iniciar o alsamixer e checar se cada coluna tem uma verde com 00 abaixo dele (isso pode ser feito pressionando 'm')

$ alsamixer -c 0

Algumas vezes o módulo snd_pcsp conflita com o snd_hda_intel (para aqueles que usam placas da Intel) e nenhum som é conseguido. Para arrumar isso, você pode colocar na lista negra (blacklist) o módulo snd_pcsp na linha MODULES do arquivo /etc/rc.conf (inserindo !snd_pcsp)

Falha ao iniciar o daemon

Tente recomeçar o PulseAudio. Para isso:

$ pulseaudio --kill
$ killall pulseaudio
$ killall -9 pulseaudio
$ rm -rf ~/.pulse*
$ rm -rf /tmp/pulse*

Depois disso, inicie o PulseAudio de novo.

padevchooser

Se você não consegue iniciar o PulseAudio Device Chooser, primeiro (re)inicie o daemon do Avahi:

$ /etc/rc.d/avahi-daemon restart

Problemas e uso intenso da CPU a partir da versão 0.9.14

O servidor de áudio PulseAudio foi reescrito para usar timer-based scheduling ao invés do tradicional interrupt-driven scheduling. Timer-based scheduling pode apresentar problemas em alguns drivers do ALSA. Para desligar o timer-based scheduling, substitua a linha:

load-module module-udev-detect 

no arquivo /etc/pulse/default.pa por:

load-module module-udev-detect tsched=0

Som intermitente

Som intermitente no PulseAudio pode ser resultado de configurações erradas no sample rate do arquivo /etc/pulse/ddaemon.conf. Tente substituir a linha

; default-sample-rate = 44100

para

default-sample-rate = 48000

e reinicie o PulseAudio usando

pulseaudio --kill && pulseaudio --start

Ajuste de volume não funciona corretamente

Você talvez queira checar:

/usr/share/pulseaudio/alsa-mixer/paths/analog-output.conf.common

Realtime scheduling

Se o rtkit não funcionar, você pode setar manualmente seu sistema para rodar o PulseAudio com realtime scheduling, o que ajuda na performance. Para fazer isso, adicione as seguintes linhas no arquivo /etc/security/limits.conf:

@pulse-rt - rtprio 9
@pulse-rt - nice -11

Depois disso, você precisa adicionar seu usuário no grupo pulse-rt:

# gpasswd -a <user> pulse-rt

Veja também

Links externos