USB flash installation media (Português)

From ArchWiki
Jump to: navigation, search

Tango-preferences-desktop-locale.pngEsse artigo ou seção precisa de tradução.Tango-preferences-desktop-locale.png

Notas: Este artigo está sendo traduzido. (Discuta na Talk:USB flash installation media (Português)#)

Esta página discute vários métodos multiplataforma sobre como criar uma unidade USB do instalador do Arch Linux (também conhecida como "unidade flash", "pendrive", "USB stick", "flash drive", "USB key" etc.) para inicializar na BIOS e sistemas UEFI. O resultado será um sistema LiveUSB (similar a LiveCD) que pode ser usado para instalar o Arch Linux, manutenção do sistema ou para fins de recuperação, e que, por causa da natureza do SquashFS, descartará todas as alterações quando o computador for desligado.

Se você deseja executar uma instalação completa do Arch Linux a partir de uma unidade USB (por exemplo, com configurações persistentes), consulte Instalando Arch Linux em um pendrive. Se você gostaria de usar seu pendrive inicializável com Arch Linux como um sistema de recuperação, veja chroot.

USB inicializável com BIOS e UEFI

Usando dd

Nota: Este método é recomendado devido à sua simplicidade. Se não funcionar, mude para o método alternativo #Usando formatação manual abaixo.
Atenção: Isso destruirá irrevogavelmente todos os dados em /dev/sdx. Para restaurar a unidade USB como um dispositivo de armazenamento utilizável vazio após usar a imagem ISO do Arch, a assinatura do sistema de arquivos iso9660 precisa ser removida executando wipefs --all /dev/sdx como root, antes de reparticionar e reformatar a unidade USB.

No GNU/Linux

Dica: Descubra o nome do sua unidade USB com lsblk. Certifique-se de que ela não esteja montada.

Execute o seguinte comando, substituindo /dev/sdx pela sua unidade, por exemplo /dev/sdb. (não anexe um número de partição, de forma a não usar algo como /dev/sdb1)

# dd bs=4M if=/path/to/archlinux.iso of=/dev/sdx status=progress oflag=sync

Veja Utilitários principais#dd para mais informações sobre dd. Veja dd(1) para mais informações sobre oflag=sync.

No Windows

Usando Rufus

Rufus é um escritor multiuso de ISO em USB. Basta selecionar a ISO do Arch Linux, a unidade USB na qual você deseja criar o Arch Linux inicializável e clicar em Iniciar.

Como o Rufus não se importa se a unidade está formatada corretamente ou não e fornece uma GUI, ela pode ser a ferramenta mais fácil e mais robusta a ser usada.

Nota: Certifique-se de selecionar o modo Imagem DD no menu suspenso ou a imagem será transferida incorretamente.
Usando USBwriter

Esse método não requer nenhuma solução alternativa e é tão simples quanto dd no Linux. Basta baixar o ISO do Arch Linux e, com permissões de administrador local, use o utilitário USBwriter para gravar na memória flash USB.

Usando win32diskimager

win32diskimager é outra ferramenta gráfica de gravação de ISO para Windows. Basta selecionar sua imagem ISO e a letra da unidade USB de destino (talvez seja necessário formatá-la primeiro para atribuir uma letra de unidade) e clicar em Write.

Usando Cygwin

Certifique-se que sua instalação de Cygwin contém o pacote dd.

Dica: Se você não quiser instalar o Cygwin, você pode fazer o download do dd para Windows em http://www.chrysocome.net/dd aqui. Veja a próxima seção para mais informações.

Coloque seu arquivo de imagem em seu diretório home:

C:\cygwin\home\joao\

Execute o cygwin como administrador (necessário para o cygwin acessar o hardware). Para escrever na sua unidade USB, use o seguinte comando:

dd if=imagem.iso of=\\.\x: bs=4M

sendo imagem.iso o caminho para o arquivo de imagem iso dentro do diretório cygwin e \\.\x: é a sua unidade flash USB onde x é a letra designada pelo Windows, por exemplo \\.\d:.

No Cygwin 6.0, descubra a partição correta com:

cat /proc/partitions

e escreva a imagem ISO com as informações da saída. Exemplo:

Atenção: Isso excluirá irrevogavelmente todos os arquivos da sua unidade flash USB. Portanto, certifique-se de não ter arquivos importantes na unidade flash antes de fazer isso.
dd if=imagem.iso of=/dev/sdb bs=4M
dd para Windows

Uma versão do dd licenciada sob GPL para Windows está disponível em http://www.chrysocome.net/dd. A vantagem dela sobre o Cygwin é um download menor. Use-a como mostrado nas instruções do Cygwin acima.

Para começar, baixe a última versão do dd para Windows. Uma vez baixado, extraia o conteúdo do arquivo em Downloads ou em outro lugar.

Agora, inicie seu prompt de comando como administrador. Em seguida, mude o diretório (cd) para o diretório Downloads.

Se a sua ISO do Arch Linux estiver em outro lugar, você pode precisar declarar o caminho completo, por conveniência, você pode querer colocar o ISO do Arch Linux na mesma pasta que o executável dd. O formato básico do comando será semelhante a este:

# dd if=archlinux-2017-XX-YY-x86_64.iso od=\\.\x: bs=4M
Nota: As letras da unidade do Windows estão vinculadas a uma partição. Para permitir a seleção de todo o disco, o dd para Windows fornece o parâmetro od, que é usado nos comandos acima. Note, entretanto, que este parâmetro é específico para dd para Windows e não pode ser encontrado em outras implementações de dd.
Atenção: Porque o od é usado, todas as partições no disco selecionado serão destruídas. Esteja absolutamente certo de que você está direcionando dd para a unidade correta antes de executar.

Simplesmente substitua os vários pontos nulos (indicados por um "x") com a data correta e letra de unidade correta. Aqui está um exemplo completo. Por exemplo:

# dd if=ISOs\archlinux-2017.04.01-x86_64.iso od=\\.\d: bs=4M
Nota: Alternativamente, substitua a letra da unidade com \\.\PhysicalDriveX, sendo X o número da unidade física (inicia do 0). Por exemplo:
# dd if=ISOs\archlinux-2017.04.01-x86_64.iso of=\\.\PhysicalDrive1 bs=4M

Você pode descobrir o número da unidade física digitando wmic diskdrive list brief no prompt de comando ou com dd --list

Qualquer janela do Explorer deve ser fechada ou o dd informará um erro.

No macOS

Primeiro, você precisa identificar o dispositivo USB. Abra /Applications/Utilities/Terminal e liste todos os dispositivos de armazenamento com o comando:

$ diskutil list

Seu dispositivo USB aparecerá como algo como /dev/disk2 (external, physical). Verifique se esse é o dispositivo que você deseja apagar verificando seu nome e tamanho e, em seguida, use seu identificador para os comandos abaixo, em vez de /dev/diskX.

Um dispositivo USB é normalmente automontado no macOS e você pode ter que desmontá-lo (não ejetar) antes de escrever blocos nele com dd. No Terminal, execute:

$ diskutil unmountDisk /dev/diskX

Agora, copie o arquivo de imagem ISO para o dispositivo. O comando dd é similar à sua contraparte Linux, mas note o 'r' antes do modo 'disk' para modo raw, que torna a transferência muito mais rápida:

# dd if=caminho/para/arch.iso of=/dev/rdiskX bs=1m

Note que diskX aqui não deve incluir o sufixo s1 ou, do contrário, o dispositivo USB só será inicializável no modo UEFI e não no legado. Após a conclusão, o macOS reclamar "O disco que você inseriu não podia ser lido por este computador". Selecione 'Ignorar'. O dispositivo USB será inicializável.

Usando formatação manual

No GNU/Linux

Esse método é mais complicado do que gravar a imagem diretamente com dd, mas mantém a unidade flash utilizável para armazenamento de dados (ou seja, o ISO é instalado em uma partição específica dentro de um dispositivo já particionado sem alterar outras partições).

Nota: Aqui, denotaremos a partição de destino como /dev/sdXn. Em qualquer um dos seguintes comandos, ajuste X e n de acordo com o seu sistema.
  • Certifique-se que o pacote syslinux está instalado no sistema.
  • Se ainda não tiver feito, crie a tabela de partição e/ou a partição no dispositivo antes de continuar. A partição /dev/sdXn deve ser formatada para FAT32.
  • Monte a imagem ISO, monte o sistema de arquivos FAT32 localizado no dispositivo flash USB e copie o conteúdo da imagem ISO para ele. Em seguida, desmonte a imagem ISO, mas mantenha a partição FAT32 montada (isso será usado em etapas subsequentes). Por exemplo:
# mkdir -p /mnt/{iso,usb}
# mount -o loop archlinux-2017.04.01-x86_64.iso /mnt/iso
# mount /dev/sdXn /mnt/usb
# cp -a /mnt/iso/* /mnt/usb
# sync
# umount /mnt/iso

Para inicializar um rótulo ou um UUID para selecionar, é necessário informar a partição a ser inicializada. Por padrão, o rótulo ARCH_2017XX (com o mês de lançamento apropriado) é usado. Assim, o rótulo da partição precisa ser definido de acordo, por exemplo, usando gparted. Alternativamente, você pode mudar este comportamento alterando as linhas terminadas por archisolabel=ARCH_2017XX no arquivo /mnt/usb/arch/boot/syslinux/archiso_sys.cfg (para inicialização de BIOS), e em /mnt/usb/loader/entries/archiso-x86_64.conf (para inicialização com UEFI). Para usar um UUID, substitua as porções de linhas com archisodispositivo=/dev/disk/by-uuid/SEU-UUID. O UUID pode ser recuperado com blkid -o valor -s UUID /dev/sdXn.

Atenção: A incompatibilidade de rótulos ou o UUID errado impede a inicialização da mídia criada.

O Syslinux já está pré-instalado em /mnt/usb/arch/boot/syslinux. Instale-o completamente nessa pasta seguindo Syslinux#Manual install. As instruções são reproduzidas aqui para sua conveniência:

  • Sobrescreva os módulos existentes do Syslinux (*.c32 arquivos presentes no USB (da ISO) com os do pacote syslinux (encontrado em /usr/lib/syslinux/bios). Isso é necessário para evitar falhas de inicialização devido a uma possível incompatibilidade de versão.
# cp /usr/lib/syslinux/bios/*.c32 /mnt/usb/arch/boot/syslinux
  • Execute:
# extlinux --install /mnt/usb/arch/boot/syslinux
  • Desmonte a partição (umount /mnt/usb).
  • Marque a partição como ativa (ou “inicializável”).

No Windows

Nota:
  • Para formatação manual, não use nenhum utilitário criador de USB inicializável para criar o USB UEFI inicializável. Para formatação manual, não use dd para Windows para inserir o ISO na unidade USB.
  • Nos comandos abaixo, X: é considerado como sendo a unidade flash USB no Windows.
  • Windows usa barra invertida \ como separador de caminho, então o mesmo é usado nos comandos abaixo.
  • Todos os comandos devem ser executados no prompt de comandos do Windows como administrador.
  • > denota o prompt de comando do Windows.
  • Particione e formate o drive USB usando o particionador de USB Rufus. Selecione a opção de esquema de partição como MBR para BIOS e UEFI e sistema de arquivos como FAT32. Desmarque a opção "Criar um disco inicializável usando imagem ISO" e "Criar arquivos estendidos de rótulo e ícone".
  • Altere o Rótulo do Volume da unidade flash USB X: para corresponder ao LABEL mencionado na parte archisolabel= em <ISO>\loader\entries\archiso-x86_64.conf. Esta etapa é necessária para o ISO oficial (Archiso). Esta etapa também pode ser executada usando o Rufus, durante a etapa anterior de "particionamento e formatação".
  • Extraia a ISO (similar a extrair o arquivo ZIP) para a unidade flash USB (usando 7-Zip.
  • Execute o comando a seguir (no prompt de comando do Windows, como admin):
> cd bios\
> for /r %Y in (*.c32) do copy "%Y" "X:\arch\boot\syslinux\" /y
> copy mbr\*.bin X:\arch\boot\syslinux\ /y
  • Instale Syslinux no USB executando (use win64\syslinux64.exe para Windows x64):
> cd bios\
> win32\syslinux.exe -d /arch/boot/syslinux -i -a -m X:
Nota:
  • A etapa acima instala o ldlinux.sys do Syslinux no VBR da partição USB, define a partição como "active/boot" na tabela de partições MBR e grava o código de inicialização do MBR no primeiro código de inicialização de 440 bytes região do USB.
  • O opção -d espera um caminho com separador de caminho de barra como nos sistemas * unix.

Outros métodos para sistemas BIOS

No GNU/Linux

Usando uma unidade USB multiboot

Isso permite inicializar vários ISOs de um único dispositivo USB, incluindo o archiso. Atualizar uma unidade USB existente para uma ISO mais recente é mais simples do que na maioria dos outros métodos. Veja Unidade USB de inicialização múltipla.

Usando o utilitário de disco do GNOME

As distribuições Linux que usam o GNOME podem facilmente criar um live CD através do nautilus e do gnome-disk-utility. Basta clicar com o botão direito no arquivo .iso e selecionar "Abrir com Gravador de imagem de disco". Quando o Utilitário de disco do GNOME abrir, especifique a unidade flash no menu suspenso "Destino" e clique em "Iniciar Restauração".

Fazendo uma unidade USB-ZIP

Para alguns sistemas BIOS antigos, somente a inicialização de unidades USB-ZIP é suportada. Este método permite que você ainda inicialize a partir de uma unidade USB-HDD.

Atenção: Isso destruirá todas as informações da sua unidade flash USB!
  • Baixe syslinux e mtools de repositórios oficiais.
  • Localize sua unidade usb com lsblk.
  • Digite mkdiskimage -4 /dev/sdx 0 64 32 (substitua x com a letra de sua unidade). Isso vai levar um tempo.

A partir daqui, continue com o método de formatação manual. A partição será /dev/sdx4 por causa da forma que unidades ZIP funcionam.

Nota: Não formate a unidade como FAT32; mantenha-o como FAT16.

Usando UNetbootin

O UNetbootin pode ser usado em qualquer distribuição Linux ou no Windows para copiar seu iso para um dispositivo USB. No entanto, o Unetbootin sobrescreve o syslinux.cfg, portanto, ele cria um dispositivo USB que não inicializa corretamente. Por esse motivo, 'Unetbootin não é recomendado' -- use dd ou um dos outros métodos discutidos neste tópico.

Atenção: O UNetbootin escreve sobre o syslinux.cfg padrão; isso deve ser restaurado antes que o dispositivo USB seja inicializado corretamente.

Edite syslinux.cfg:

sysconfig.cfg
default menu.c32
prompt 0
menu title Archlinux Installer
timeout 100

label unetbootindefault
menu label Archlinux_x86_64
kernel /arch/boot/x86_64/vmlinuz
append initrd=/arch/boot/x86_64/archiso.img archisodevice=/dev/sdx1 ../../

Em /dev/sdx1 você deve substituir x pela primeira letra livre após a última letra em uso no sistema onde você está instalando o Arch Linux (p.ex., Se você tiver dois discos rígidos, use c. Você pode fazer essa alteração durante a primeira fase de inicialização pressionando Tab quando o menu é exibido.

No Windows

A forma Flashnul

flashnul is an utility to verify the functionality and maintenance of Flash-Memory (USB-Flash, IDE-Flash, SecureDigital, MMC, MemoryStick, SmartMedia, XD, CompactFlash etc).

From a command prompt, invoke flashnul with -p, and determine which device index is your USB drive, e.g.:

C:\>flashnul -p
Avaible physical drives:
Avaible logical disks:
C:\
D:\
E:\

When you have determined which device is the correct one, you can write the image to your drive, by invoking flashnul with the device index, -L, and the path to your image, e.g:

C:\>flashnul E: -L path\to\arch.iso

As long as you are really sure you want to write the data, type yes, then wait a bit for it to write. If you get an access denied error, close any Explorer windows you have open.

If under Vista or Win7, you should open the console as administrator, or else flashnul will fail to open the stick as a block device and will only be able to write via the drive handle windows provides

Note: Confirmed that you need to use drive letter as opposed to number. flashnul 1rc1, Windows 7 x64.

Carregar a mídia de instalação da RAM

Merge-arrows-2.pngThis article or section is a candidate for merging with Multiboot USB drive#Using Syslinux and memdisk.Merge-arrows-2.png

Notes: This is the same method, only Syslinux is installed from Windows. Considering that multiboot USB drive can be used to boot an installation media and it is already linked from the Related articles box at the top, maybe this section should be merged there? (Discuss in Talk:USB flash installation media (Português)#)

This method uses Syslinux and a Ramdisk (MEMDISK) to load the entire Arch Linux ISO image into RAM. Since this will be running entirely from system memory, you will need to make sure the system you will be installing this on has an adequate amount. A minimum amount of RAM between 500 MB and 1 GB should suffice for a MEMDISK based, Arch Linux install.

For more information on Arch Linux system requirements as well as those for MEMDISK see the Installation guide and here. For reference, here is the preceding forum thread.

Tip: Once the installer has completed loading you can simply remove the USB stick and even use it on a different machine to start the process all over again. Utilizing MEMDISK also allows booting and installing Arch Linux to and from the same USB flash drive.
Preparar a unidade flash USB

Begin by formatting the USB flash drive as FAT32. Then create the following folders on the newly formatted drive.

  • Boot
    • Boot/ISOs
    • Boot/Settings
Copiar os arquivos necessários à unidade flash USB

Next copy the ISO that you would like to boot to the Boot/ISOs folder. After that, extract from the following files from the latest release of syslinux from here and copy them into the following folders.

  • ./win32/syslinux.exe to the Desktop or Downloads folder on your system.
  • ./memdisk/memdisk to the Settings folder on your USB flash drive.
Criar o arquivo de configuração

After copying the needed files, navigate to the USB flash drive, /boot/Settings and create a syslinux.cfg file.

Warning: On the INITRD line, be sure to use the name of the ISO file that you copied to your ISOs folder!
/Boot/Settings/syslinux.cfg
DEFAULT arch_iso

LABEL arch_iso
        MENU LABEL Arch Setup
        LINUX memdisk
        INITRD /Boot/ISOs/archlinux-2017.04.01-x86_64.iso
        APPEND iso

For more information on Syslinux see the Arch Wiki article.

Etapas finais

Finally, create a *.bat file where syslinux.exe is located and run it ("Run as administrator" if you are on Vista or Windows 7):

C:\Documents and Settings\username\Desktop\install.bat
@echo off
syslinux.exe -m -a -d /Boot/Settings X:

Solução de problemas

  • If you get the "device did not show up after 30 seconds" error due to the /dev/disk/by-label/ARCH_XXXXYY not mounting, try renaming your USB media to ARCH_XXXXYY (e.g. ARCH_201501).
  • If you get errors, try using another USB device. There are case scenarios in which it solved all issues.

Veja também