kitty (Português)

From ArchWiki
Jump to navigation Jump to search

Status de tradução: Esse artigo é uma tradução de Kitty. Data da última tradução: 2020-06-17. Você pode ajudar a sincronizar a tradução, se houver alterações na versão em inglês.

O kitty é um emulador de terminal baseado em OpenGL, com scripts, com recursos de mosaico, TrueColor, suporte a ligaduras e extensões de protocolo para entrada de teclado e renderização de imagem.

Instalação

Instale o pacote kitty.

Uso

Novas abas e janelas podem ser criadas e redimensionadas pressionando várias vezes o atalho ctrl+shift. Os layouts são comutáveis por ctrl+shift+l e pode ser salvo/restaurado.

O modo de teclado completo fornece distinção entre chaves ambíguas como ctrl+i vs tab. Além disso, novos efeitos de texto, como sublinhado ondulado, também estão disponíveis para aplicativos que o suportam.

Kittens

kitty possui uma estrutura para criar subprogramas chamados kittens. Alguns deles:

$ kitty +kitten icat image.jpeg             # mostrar imagem no terminal (precisa do imagemagick)
$ kitty +kitten diff file1 file2            # mostre o diff (diferença) de dois arquivos
$ kitty +kitten clipboard                   # esse kitten permite trabalhar com a área de transferência mesmo sobre ssh

Configuração

Kitty armazena a sua configuração em ~/.config/kitty/kitty.conf. Fontes, cores, cursores e comportamentos de rolagem podem ser ajustados. Você pode ver todas as opções disponíveis na Documentação Oficial (EN). Você também você pode encontrar lá o arquivo de configuração (EN) usado por padrão.

Solução de problemas

Problemas de terminal com SSH

Quando o kitty é usado para ssh em um controle remoto que não tem seu terminfo, vários problemas podem ocorrer. A solução normalmente é copiar o terminfo. Kitty tem um kitten ssh para automatizar exatamente isso.

kitty +kitten ssh user@host

Você pode querer defini-lo como um alias para o ssh.

Se por algum motivo você não conseguir instalar o terminfo no controle remoto, você pode tentar configurar TERM para algo que é mais provável de estar presente. Observe que isso pode desativar alguns dos recursos do terminal.

TERM='xterm-256color' ssh user@host

Veja também